Telefonia móvel estreia com 7 milhões de fotos enviadas na primeira rodada da Copa

18/06/2014 - 13:09
Infraestrutura interna dos 12 estádios permitiu que os torcedores fizessem cerca de 1 milhão de ligações telefônicas e 7,6 milhões de comunicações de dados

As redes de telefonia celular e de banda larga móvel instaladas pelas prestadoras nas arenas estrearam bem nos primeiros jogos da Copa do Mundo, garantindo o atendimento à alta demanda dos torcedores que compareceram aos estádios, especialmente pelo crescente uso de smartphones. Na primeira partida de cada uma das 12 arenas que sediam o mundial, foram feitas cerca de 1 milhão de ligações de telefonia celular e de 7,6 milhões de comunicações de dados, incluindo envio de e-mails, imagens e mensagens multimídia. Esse tráfego de dados equivale ao envio de mais de 7 milhões de fotos, com tamanho médio de 0,55 MB.

Na rede de telefonia móvel, o maior volume de dados trafegados ficou concentrado na tecnologia 3G. Para medir o tráfego, foi considerado um período de sete horas, começando três horas antes da partida e se encerrando duas horas depois do jogo. De uma maneira geral, o tráfego de dados teve seu pico um pouco antes do início dos jogos e se manteve em níveis elevados até o início do segundo tempo. Nesse período de sete horas, o tráfego de dados foi equivalente a 3,9 milhões de comunicações de dados pela tecnologia 3G e 1,1 milhão pela tecnologia 4G. O tráfego pelas redes de WiFi foi equivalente a 2,6 milhões de comunicações de dados.

A rede para chamadas telefônicas apresentou bom desempenho, mesmo nos momentos de pico. O maior volume de ligações se deu antes das partidas, demostrando um comportamento típico dos usuários em grandes eventos, em que o uso do celular para ligações de voz se dá de forma mais intensa na chegada ao local, enquanto o uso de dados é mais elevado no início da partida.

Naqueles estádios onde as administradoras autorizaram as prestadoras a instala