Técnico da Croácia rasga elogios à Seleção Brasileira e mira segundo lugar do Grupo A

20/02/2014 - 11:07
Para Niko Kovac, jogar a abertura da Copa diante do país anfitrião será uma honra. O treinador coloca o Brasil como grande favorito ao título do torneio

Aposentado dos gramados em 2009 e com apenas cinco anos de experiência como treinador, Niko Kovac terá um grande desafio pela frente. No comando da seleção da Croácia, o técnico de origem alemã vai enfrentar o Brasil no jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014, no dia 12 de junho, na Arena Corinthians, em São Paulo.

O ex-jogador de 42 anos, no entanto, encara a partida como uma oportunidade única. “É um grande orgulho e honra jogar a partida de abertura contra o país anfitrião. Nós sabemos que será diante de um estádio lotado com um forte apoio para a seleção brasileira, mas estamos planejando aproveitar o jogo e fazer o nosso melhor”, afirmou.

Danilo Borges/Portal da Copa#Em Florianópolis para participar do Seminário de Seleções da FIFA, Kovac não poupou elogios à seleção brasileira e admitiu que o objetivo dos croatas é conquistar o segundo lugar no Grupo A, garantindo a classificação para as oitavas de final do Mundial. “Eu acho que a situação é bem clara no Grupo A, porque o Brasil é o favorito não apenas no grupo, mas para o torneio inteiro. E eu acho que Camarões, México e Croácia vão lutar pelo segundo lugar”, opinou o treinador.

Embora tenha assumido a seleção croata em outubro do ano passado e com apenas pouco mais de três meses para preparar o time antes da Copa, Kovac conhece muito bem o futebol da Croácia. Meio-campista quando atuava nos gramados, Niko defendeu a seleção croata por mais de dez anos, tendo sido capitão do time durante a Copa de 2006 e somando duas participações em Mundiais.

Em 2002, Kovac ajudou seu time a conquistar uma vitória heroica sobre a Itália, por 2 x 1,mas que acabou sendo insuficiente para passar às oitavas de final.  Em 2006, Niko entrou em campo no jogo diante do Brasil, mas viu a Croácia ser derrotada por 1 x 0 e mais uma vez ser eliminada da Copa na fase de grupos.

A missão de classificar o time para as oitavas de final em 2014 passa pelo jogo diante do Brasil, mas Kovac prefere reforçar as qualidades da seleção anfitriã em vez de revelar a estratégia que sua equipe irá adotar em campo. “Mesmo se nós não fossemos jogar contra o Brasil, eu saberia tudo sobre eles, porque eles são um grande time”, disse, acrescentando que, embora assuma o papel de zebra diante dos anfitriões, a Croácia não será pega de surpresa. “Nós analisamos muitas partidas do Brasil, então sabemos exatamente que nos espera”. 

Centro de Treinamentos

Após participar do Seminário de Seleções em Florianópolis, Kovac mostrou-se tranquilo em relação à organização da Copa, garantindo que não há preocupações quanto a questões como segurança e locais de preparação. 

A Croácia escolheu o município de Mata do São João, na Bahia, como base do time para o Mundial. A delegação ficará hospedada no Tivoli Ecoresort e vai utilizar o Centro de Treinamentos da Praia do Forte. “Nós estamos felizes com a escolha. Nós pesquisamos extensivamente todas as possibilidades de Centros de Treinamentos e estamos satisfeitos”, afirmou Kovac.

» Saiba mais sobre o Grupo A da Copa

Jogos da Copa

Além da abertura da Copa, contra o Brasil, em São Paulo, a Croácia vai disputar mais duas partidas no Grupo A da competição. Em Manaus, os croatas vão enfrentar Camarões na Arena da Amazônia, no dia 18 de junho. A terceira e última partida na primeira fase será no dia 23 de junho, na Arena Pernambuco. Caso conquiste a classificação como um dos dois melhores da chave, a Croácia terá pela frente, nas oitavas de final, os melhores do Grupo B, composto por Espanha, Holanda, Chile e Austrália. Uma dura missão.

Mateus Baeta - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Dupla Modric do Real Madrid e Mandzukic do Bayern de Munique está confirmada
+
Paulo Bento diz que lusitanos se sentirão em casa durante o Mundial. Delegação chega a Campinas no dia 11 de junho
+
Comissões técnicas e treinadores mudaram a rotina do aeroporto Hercílio Luz. Representantes das 32 equipes da Copa participam de seminário na capital catarinense
+
O evento entre 18 e 20 de fevereiro tratará de temas como segurança, transporte e hospedagem
+