Técnico australiano aposta na juventude e no futebol ofensivo para a difícil missão na Copa

24/02/2014 - 14:55
Austrália deve ser a primeira seleção a chegar ao Brasil, em 29 de maio, e enfrentará Espanha, Holanda e Chile na fase de grupos do Mundial

Juventude e futebol ofensivo. Esta é a fórmula  do técnico da Austrália,  Ange Postecoglou, para tentar surpreender os adversários no Grupo B, um dos mais fortes da Copa. Os 'Socceroos"  - como são conhecidos os australianos - terão pela frente, na fase inicial, a campeã e a vice-campeã do último mundial, Espanha e Holanda, além do Chile. Para o treinador que está apenas há quatro meses à frente da seleção, arriscar pode trazer boas recompensas.

“É um grande desafio, mas estamos em um momento em que devemos trocar a geração e introduzir novos jogadores. Eu acredito neles e será uma experiência fantástica construir um novo time para a Austrália. O risco existe sim, mas, muitas vezes, quando você se arrisca, você é recompensado por isso. A pressão está em cima dos adversários, e não sobre nós. Isso é ótimo, é muito melhor trabalhar sem pressão. Ninguém espera que a gente ganhe e queremos surpreendê-los’, disse o técnico.

Ange Postecoglou nasceu na Grécia, mas mudou-se para a Austrália poucos anos depois. Como jogador, representou a seleção australiana em seis oportunidades. Para ele, é um privilégio comandar os Socceroos na Copa de 2014.

“Nas últimas duas Copas, foram treinadores holandeses. Somente na Copa de 1974 foi um técnico australiano. É importante para nós ter um técnico australiano novamente, fazia muito tempo que isso não acontecia, e acho que por isso a decisão foi tomada. Sou privilegiado de ter sido o escolhido e tenho grande responsabilidade por conta disso”, disse.

Ele é admirador do futebol ofensivo. “Adoro assistir ao Barcelona, Bayern de Munique, gosto de times que jogam bom futebol e com técnica, como o Arsenal. Gosto de equipes que mantêm a posse de bola. Para que nós, australianos, possamos progredir, esse é o tipo de futebol que temos que jogar, não queremos jogar futebol defensivo, queremos nos tornar um equipe conhecida por jogar ofensivamente”, explicou.

A vitória dos espanhóis na Copa da África do Sul é, para o treinador, uma prova de que vale investir no “jogo bonito”. “Quando você vê um time com ao Espanha jogando bonito e tendo sucesso, isso é um exemplo para todo mundo. Podemos jogar futebol ofensivo e ganhar. Para os torcedores isso também é bem melhor”, acrescentou.

Chegada em maio

A Austrália deve ser a primeira seleção a chegar ao Brasil para a Copa: a previsão é de que em 29 de maio a equipe já esteja em Vitória, cidade escolhida como base durante o Mundial. Os Socceroos jogam um amistoso em 5 de março, contra o Equador, e depois devem realizar os últimos jogos preparatórios já no  Brasil. “Será uma longa viagem, queremos  chegar cedo a Vitória para nos acostumar. Teremos um jogo contra a Croácia no dia 6 de junho e estamos buscando um outro amistoso mais”, disse Ange Postecoglou.

A Austrália estreia na Copa contra o Chile em 13 de junho, na Arena Pantanal, em Cuiabá, às 18h (horário local). O segundo jogo será realizado no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, no dia 18, às 13h, contra a Holanda. A partida final da fase de grupos está agendada para 13h de 23 de junho, contra a Espanha, na Arena da Baixada, em Curitiba.

“Visitamos as cidades onde vamos jogar após o sorteio. O bom que elas não são tão distantes da nossa base em Vitória, vai ser fácil para nós ir e voltar. A confirmação de Curitiba como sede dá tranquilidade. Sabemos que alguns estádios ainda não estão prontos, mas estão progredindo bem”, disse.

Carol Delmazo – Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+
Ao todo, 1,6 milhão de passageiros passaram pelos terminais entre 10/6 e 13/7. A cada 10 passageiros que desembarcaram no país, um passou pela capital
+
Principais emissores de turistas foram Argentina, Chile, Colômbia e Estados Unidos
+