Robben ou Messi? Holanda e Argentina definem na Arena Corinthians o segundo finalista da Copa

09/07/2014 - 00:40
Confronto está marcado para 17h desta quarta-feira. Vencedor enfrenta a Alemanha no Maracanã em 13 de julho

Getty Images#Técnico Louis Van Gaal cumprimenta De Jong, que voltou a treinar mas é dúvida para o jogo desta quartaHolanda: vice-campeã em 1974, 1978 e 2010. Argentina: bicampeã (1978, 1986),  28 anos sem título. Somente um dos dois terá a chance de brigar pelo troféu no dia 13 de julho contra a Alemanha e a definição sairá nesta quarta-feira (09.07), a partir das 17h, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Holandeses vêm de um jogo cansativo contra a Costa Rica, decidido somente nos pênaltis. Além da recuperação física, a equipe europeia também precisa de respostas até o apito inicial da partida. O volante De Jong, que se recupera de uma lesão na virilha direita, participou do treinamento da véspera no Estádio Pacaembu, mas não é certo que o técnico Louis Van Gaal poderá contar com ele. Dúvida também quanto à escalação do zagueiro Vlaar, que tinha se queixando de dores no joelho esquerdo.

“Vamos ver como vão ficar as coisas amanhã (quarta) porque você precisa de tempo para retornar a campo, amanhã teremos a resposta (sobre De Jong). Vlaar também foi testado hoje, temos que aguardar”, disse o técnico.

Não são questões graves, mas Van Gaal informou ainda que o atacante e capitão Van Persie teve problemas estomacais e por isso não participou do treino coletivo de terça. Outro que ficou fora da atividade foi Janmaat, devido a problemas gastrointestinais. São muitos os pontos de interrogação mantidos por Van Gaal - tanto por conta de lesões quando para não dar pistas ao adversário - mas uma certeza existe: o titular do gol é Cillessen. “Isso (mudar o goleiro titular) é algo que eu excluí desde o início porque eu acho que o Cillessen está fazendo um excelente trabalho, apesar de os outros serem melhores nos pênaltis”, disse.

» Vai assistir aos jogos da Copa no estádio? Saiba quais objetos você não pode levar às arenas

Robben x Messi

Para o técnico holandês, não há favoritos no jogo desta quarta. Mesmo tendo pela frente ninguém menos que Messi, ele disse que o plano de jogo é feito com base na equipe adversária como um todo e não em jogadores específicos. Mas Van Gaal reconheceu o talento do jogador do Barcelona.

“Messi foi eleito em algum momento o melhor do mundo, isso não acontece por acaso, há uma razão. Ele já marcou tantos gols e isso mostra seu valor. Nos momentos difíceis, ele resolve. Na seleção ele tinha tido dificuldades em mostrar isso, mas está indo muito bem na Copa. Queremos interromper isso”,disse.

Fotos: Getty Images#

Getty Images#Enzo Pérez substituiu Di María contra a Bélgica e foi garantido por Sabella no time titular contra a HolandaTalento também está presente no setor ofensivo da Holanda, que tem um dos melhores jogadores deste Mundial. Robben marcou três gols, já chegou a atingir velocidade de 31,6 km/h e  percorreu mais de 55 km em cinco jogos. Para comparação: o craque argentino fez cinco gols, tem 29,6 km como “top speed” e percorreu 41,4 km no mesmo número de partidas.

“É um jogador desequilibrante, precisamos de cuidado especial. Temos que jogar o mais agrupados possível e evitar que ele ganhe velocidade, porque assim se torna muito difícil tirar a bola dele”, disse Alejandro Sabella sobre Robben. Mas o técnico argentino também defendeu “seu patrimônio”. “Robben é um grande jogador, muito importante para a Holanda, como Messi é para a Argentina, e Neymar para o Brasil, mas o melhor de todos é Messi”, reforçou.

Sabella considera que a Argentina vem melhorando defensivamente e sabe que isso é essencial ao se deparar com um ataque tão efetivo quanto o da Holanda.  “O futebol é equilíbrio entre ataque e defesa. O primeiro atacante é o defensor, e o primeiro defensor é o atacante.Enfrentaremos um time muito poderoso ofensivamente, teremos que prestar muita atenção nisso durante o jogo”, acrescentou.

Mudanças no time

Com lesão muscular na coxa direita, Di María abriu um espaço no time titular que será ocupado por Enzo Pérez, jogador que o substituiu na partida contra a Bélgica. Outra opção para Sabella durante o jogo é Sergio Aguero, recuperado de contusão na coxa esquerda. Segundo Sabella, o lateral esquerdo Marcos Rojo vai retornar ao time após cumprir suspensão por cartões amarelos. O zagueiro Demichelis e o volante Biglia, que atuaram bem na partida de quartas de final, devem ser mantidos.

Para Sabella, estar entre os quatro melhores da Copa depois de 24 anos já é um grande êxito e o atual grupo já é um vencedor. Entretanto, segundo ele, uma vez que chegaram a esta fase, farão de tudo para subir um degrau a mais, especialmente em um dia tão especial para a Argentina, como 9 de julho.

“É nosso aniversário da independência da pátria. O que podemos dizer aos argentinos? Vamos trabalhar com humildade, seriedade,  solidariedade, com sentimento de pertencimento à pátria, dando 100% de nós. E vai vencer a equipe que for melhor. Não posso fazer menos que isso”, disse.

Histórico

A final da Copa de 1978 foi justamente entre Argentina e Holanda, vencida pelos sul-americanos por 3 x 1 na prorrogação do Mundial disputado em casa pelos hermanos. Outros três confrontos entre os dois países ocorrem em Copas. O carrossel holandês goleou a Argentina por 4 x 0 na segunda rodada da edição de 1974. Mais recentemente, a equipe europeia eliminou os argentinos nas quartas de final de 1998 por 2 x 1, e houve um empate por 0 x 0 na fase de grupos de 2006.

Mobilidade urbana

Os torcedores devem optar pelo transporte público para ir ao estádio. Os portões serão abertos às 14h. Quem tem ingresso para o setor Oeste da Arena Corinthians deve desembarcar na estação Artur Alvim da Linha 3 (Vermelha) do metrô e realizar o restante do percurso a pé. Já os torcedores com ingressos para o setor Leste devem chegar pela estação Corinthians-Itaquera da Linha 11 (Coral) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Eles podem pegar o “Expresso Copa” na Estação da Luz, no centro: o percurso até a Corinthians-Itaquera é feito em 19 minutos, sem paradas. A tarifa custa R$ 3 e é recomendável adquirir bilhetes de ida e volta com antecedência.

Pessoas com necessidades especiais devem se deslocar até a estação Corinthians-Itaquera. Ali, vans do serviço municipal Atende, que faz o transporte gratuito de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, completará o trajeto até o estádio. Não haverá bolsões de estacionamento e serão feitos bloqueios em diversas vias no entorno do estádio entre 11h e 19h. Como 9 de julho é feriado estadual, o rodízio de carros fica suspenso.

Fan Fest

Além da exibição da semifinal, a grande atração da FIFA Fan Fest do Vale do Anhangabaú  nesta quarta-feira é o show da cantora Claudia Leitte, marcado para logo depois do jogo. Os portões serão abertos às 11h, haverá DJs e outras apresentações músicais, além  da performance de stand-up comedy de Rafael Marinho.

Arena Corinthians

A partida marca a despedida da Arena Corinthians da Copa de 2014. O estádio recebeu a abertura do Mundial em 12 de junho, quando o Brasil venceu a Croácia por 3 x 1, e sediou  mais três partidas da fase de grupos: Uruguai 2 x 1 Inglaterra (19.06), Holanda 2 x 0 Chile (23.06), Coreia do Sul 0 x 1 Bélgica (26.06). A partida entre Argentina e Suíça pelas oitavas de final, vencida pelos sul-americanos por 1 x 0 na prorrogação, também foi realizada no palco paulistano da Copa, no dia 1 de julho.

Getty Images#

Ficha técnica

Holanda x Argentina – Semifinal da Copa do Mundo da FIFA 2014
Local e horário: Arena Corinthians (São Paulo), às 17h
Arbitragem: Cüneyt Çakir (Turquia), auxiliado por Bahattin Duran (Turquia) e Tarik Ongun (Turquia)
Holanda: Cillessen; De Vrij, Vlaar (Jamaat), Indi; Kuyt, Wijnaldum, De Jong (De Guzmán), Sneijder e Blind; Robben e Van Persie
Técnico: Louis Van Gaal
Argentina: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e Rojo; Biglia e Mascherano; Pérez, Messi e Lavezzi; Higuaín.
Técnico: Alejandro Sabella

Carol Delmazo - Portal da Copa

 

Notícias Relacionadas

Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama
+
Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+
Ao todo, 1,6 milhão de passageiros passaram pelos terminais entre 10/6 e 13/7. A cada 10 passageiros que desembarcaram no país, um passou pela capital
+