Reunião de planejamento operacional para a Copa integra ações em Cuiabá

11/02/2014 - 15:40
Especialistas das três esferas de governo debatem ajustes necessários em áreas como transporte, mobilidade, aeroportos, acomodações e receptivo turístico, saúde e vigilância sanitária, segurança e cultura

Foto: Edson Rodrigues/Secopa-MT#Além do legado material que a Copa do Mundo deixará em Cuiabá – ressaltado pelo governo federal e pela FIFA –, outro tipo de benefício está incluído na herança que a capital mato-grossense receberá do evento. Mais difícil de ser observada, mas igualmente importante, a integração entre os vários níveis de governo é o principal objetivo da reunião de trabalho que está sendo realizada nesta terça-feira (11.02), em Cuiabá. 

O encontro reúne representantes de diversas áreas do Governo Federal, do Governo do Estado, da Prefeitura de Cuiabá e do Comitê Organizador Local (COL), com a intenção de debater e detalhar as ações necessárias para a execução dos planos, possibilitando maior alinhamento entre as equipes técnicas.

“Acho que aqui é uma outra dimensão de legado que está sendo construída, um legado que será reaproveitado em diversas dimensões de atuação do Estado, um legado fundamental para construir novas bases para o desenvolvimento do Brasil”, disse o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, na abertura da reunião.

Pela manhã, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o CEO do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Trade, e representantes do governo estadual e da prefeitura participaram da abertura do encontro.

Credenciais

“O maior legado que ficará para Mato Grosso e Cuiabá – além da infraestrutura urbana, do aeroporto, da ligação de Várzea Grande e Cuiabá – será a afirmação da vocação e grandeza dessa cidade, de se credenciar diante do Brasil e do mundo para receber grandes eventos, reafirmar a vocação de destino turístico, dadas as suas belezas naturais, mas também de destino de eventos não esportivos e não turísticos: congressos, feiras, espetáculos. Eu acho que procurarão com maior vigor a cidade, com a projeção que a Copa oferece para o Brasil e para o mundo”, disse Aldo Rebelo.

O ministro do Esporte ressaltou a importância das reuniões de planejamento operacional para que os resultados dos esforços feitos pelos diversos atores nas várias áreas envolvidas com a organização da Copa sejam maximizados. 

 “Digo sempre que o Brasil acolhe a Copa e a Olimpíada com orgulho, carinho, respeito, mas ao mesmo tempo sempre digo que o Brasil já fez coisas mais difíceis e mais importantes que Copa e Olimpíada. E o mesmo vale para Cuiabá. Essa reunião com os integrantes do Governo Federal, governo estadual e prefeitura afirmará essa convicção e cuidará para que essa presunção de sucesso se torne realidade”, afirmou o ministro.

Articulações

Durante o encontro – coordenado pelo Ministério do Esporte em conjunto com o COL, governo e prefeitura –, são discutidas as medidas das áreas de transporte, mobilidade, aeroportos, acomodações e receptivo turístico, saúde e vigilância sanitária, segurança, cultura, meio ambiente, telecomunicações e energia, todas consideradas cruciais na preparação do megaevento.

O CEO do COL, Ricardo Trade, lembrou que o mesmo tipo de planejamento foi feito nas seis cidades antes da Copa das Confederações e o resultado foi muito satisfatório.  “Para os seis que não participaram da Copa das Confederações também já iniciamos na semana retrasada e tem tido um sucesso absoluto. Esperamos que ao final possamos mostrar que estamos realmente no caminho certo para podermos fazer uma belíssima Copa do Mundo, estamos no caminho certo para fazer isso”, disse.

A primeira reunião de 2014 para elaboração conjunta dos planos de ação foi realizada em Natal/RN, no dia 30 de janeiro. Depois de São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Cuiabá, o próximo encontro entre as equipes técnicas será nesta quarta-feira (12), em Manaus/AM. As outras seis cidades, que sediaram a Copa das Confederações, também realizarão os encontros, que possibilitarão preparar todos os aspectos necessários para receber um dos principais eventos mundiais.

Mateus Baeta - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+
Diretora da Unaids no Brasil se encontrou nesta terça com o ministro do Esporte, que assinou a bola que simboliza a iniciativa. Um exemplar com as rubricas da presidenta Dilma e de outros chefes de Estado será levado para a Assembleia Geral da ONU
+