Qualidade dos produtos e serviços brasileiros é aprovada por 96% de empresários do exterior

19/08/2013 - 12:13
Pesquisa da Apex-Brasil avaliou a percepção dos estrangeiros durante a Copa das Confederações 2013

A imagem do produto brasileiro melhorou, com destaque para os quesitos criatividade e inovação. Foi o que constatou a pesquisa realizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com os compradores internacionais e empresários brasileiros que participaram do Projeto Copa. As ações foram desenvolvidas durante a Copa das Confederações de 2013, que aconteceu entre 15 e 30 de junho. Cerca de 1.400 pessoas participaram do projeto.

Os números da pesquisa mostram que a percepção dos empresários mudou muito após o torneio. Antes da Copa das Confederações, 56% dos compradores internacionais classificaram como alta ou muito alta a qualidade dos produtos e serviços brasileiros. Depois do evento, o número saltou para 96%.

No que diz respeito à criatividade e inovação dos produtos nacionais, 92% dos compradores consideraram alta ou muito alta, contra 52% anteriormente.

Na pergunta sobre o grau de percepção do profissionalismo dos empresários brasileiros veio a maior surpresa. Antes, apenas 40% dos entrevistados classificavam como alta ou muito alta o grau de profissionalismo dos empresários brasileiros. Após o evento, o percentual foi de 98%.

“A pesquisa consolida o que tínhamos percebido durante o torneio. A oportunidade de terem contato com produtos e serviços brasileiros mudou, para melhor, a impressão dos compradores internacionais e claro que isso reforça a realização de negócios”, afirmou o gerente de Marketing de Relacionamento da Apex-Brasil, Jacy Braga.

Metodologia
A pesquisa teve duas etapas, uma antes e outra após a Copa das Confederações de 2013. Em relação aos compradores internacionais, na primeira fase, realizada de 7 a 12 de junho, foram medidas a expectativa e a percepção deles acerca do evento e sua potencialidade de geração de negócios.

Na segunda fase, realizada de 9 a 17 de julho, buscou-se verificar se as expectativas declaradas pré-evento haviam sido atendidas, e se a percepção sobre o Brasil como bom parceiro de negócios se confirmava. Em relação aos empresários brasileiros, a pesquisa mediu a expectativa e os resultados da participação no projeto.

“A pesquisa realizada via e-mail marketing, em geral, tem taxa de resposta espontânea entre 2 e 3%. Tivemos um retorno de 20%. A alta taxa de retorno, aliada aos resultados obtidos pela pesquisa, confirmam que o evento realmente impactou positivamente o participante”, explicou a gerente da GGCS, Maria Paula Velloso.

Apex#

Fonte: Apex-Brasil

Notícias Relacionadas

Terminais que tiveram obras entregues foram os melhores avaliados em levantamento realizado entre abril e junho
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
Empresários estrangeiros participam de reuniões, rodadas de negócios, estreitam relações e aumentam possibilidades de inserção de produtos em vários países
+
Projeto promovido pelo Sebrae nas 12 cidades-sede da Copa contou com investimentos de R$ 90 milhões em 3 anos
+