Projeto paisagístico da Arena Pantanal prevê 3,2 mil árvores em área de 21 mil m²

22/09/2011 - 11:11
O trabalho também prevê o plantio de 2.366 arvoredos e milhares de ervas de cobertura, como lírios, azulzinhas e gramas.

 

Nessa quarta-feira (21.09), Dia da Árvore, foram distribuídas mudas para os trabalhadores da Arena Pantanal plantarem em suas casas, iniciativa que integra o Plano de Educação Ambiental do Consórcio Santa Bárbara/Mendes Júnior, responsável pela execução das obras.

As pessoas envolvidas na construção do estádio também recebem orientação sobre coleta seletiva e reciclagem e ampliam as noções de sustentabilidade. O projeto paisagístico da Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), contará com ampla área arborizada e valorização de espécies regionais, como aroeiras, jatobás e os ipês.

Serão em torno 3.200 árvores, das quais 2.080 serão plantadas para recuperação ambiental, compreendendo uma área de 21 mil metros quadrados. "Todo esse trabalho de conscientização também é levado em conta para obtenção do atestado de construção verde e reforça nosso compromisso com a responsabilidade socioambiental. Em relação ao paisagismo, a previsão é iniciar o plantio de árvores no canteiro de obras até o fim deste ano”, explicou o presidente da Agência Executora das Obras da Copa do Mundo no Pantanal (Agecopa), Eder Moraes.

O novo Verdão busca a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), que é um sistema de certificação de edificações que verifica e atesta a qualidade ambiental de um empreendimento.

Copa Verde

Além das árvores na Arena Pantanal, a Agecopa investe no Programa Copa Verde para a compensação e neutralização de gases poluentes emitidos na construção no novo estádio. Nos próximos três anos serão repassados R$ 3,5 milhões para o projeto, dos quais R$ 710 mil serão destinados em forma de pagamentos por serviços ambientais aos ribeirinhos dos municípios ao longo das margens dos rios Cuiabá, Paraguai e São Lourenço. 

Em parceria com o Instituto Ação Verde, serão recuperados cerca de mil hectares de áreas de preservação permanentes (APPs) com o plantio de 1,4 milhão de árvores. Já foram plantadas 50 mil mudas, de 62 diferentes espécies em 88 propriedades. Em média, cada árvore plantada sequestra 138 quilos de carbono durante o período de 30 anos. Estima-se que a obra do novo Verdão emitirá 711 mil toneladas de carbono equivalente.

Leia notícia completa

Secopa/ MT

Notícias Relacionadas

Estádio de Natal é o nono dos utilizados durante a Copa a obter o selo
+
Arena é a sétima construída para a Copa do Mundo a ter selo que atesta adoção de medidas sustentáveis na edificação. Capital gaúcha passa a ter dois palcos com registro do Green Building Council
+
Capital do Mato Grosso contou com a atuação de 357 voluntários, em locais como aeroporto, rodoviária, Arena Cultural, entorno da Arena Pantanal, FIFA Fan Fest e Centro Aberto de Mídia
+
Cooperativas de catadores atuaram nos 12 estádios do Mundial para a recuperação e separação dos resíduos deixados pelos torcedores durante os jogos
+