Projeto Copa da Apex-Brasil gera US$ 1,8 bi em negócios para empresas brasileiras

23/08/2013 - 10:57
Ações realizadas durante a Copa das Confederações de 2013 garantem saldo positivo para participantes

A participação das empresas brasileiras e entidades setoriais no Projeto Copa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) superou a previsão inicial. Os negócios gerados durante a Copa das Confederações de 2013, bem como aqueles previstos para os próximos 12 meses, somam 1,8 bilhão de dólares, quase o dobro do valor inicialmente projetado.

O complexo de Casa e Construção foi o que mais lucrou, contabilizando 1,3 bilhão de dólares, seguido por Máquinas e Equipamentos, com 300 milhões de dólares, e Agronegócios, que fechou com cerca de 80 milhões de dólares.

“Dificilmente teríamos uma oportunidade como esta de trazer compradores estrangeiros para o Brasil, não apenas para fazer negócios, mas também para conhecer nossas unidades, o modo como produzimos e a tecnologia de que dispomos. Essas ações fidelizam e melhoram o relacionamento com os clientes e estimulam os negócios. Vendemos, por exemplo, uma máquina de 100 mil dólares, algo que sequer havíamos planejado”, contou Clóvis Barbosa, gerente comercial da Polimáquinas Indústria e Comércio Ltda, que fabrica máquinas e equipamentos para a indústria de plástico.

Participaram do Projeto Copa, 492 empresas brasileiras, 60 entidades setoriais e 10 parceiros, totalizando cerca de 1.400 empresários e formadores de opinião. As ações foram desenvolvidas em sete jogos, realizados em três cidades-sede (Brasília, Rio de Janeiro e Fortaleza). Paralelamente, foram  realizadas 432 agendas de negócios em vários estados do país.

“A qualidade do projeto resultou num volume de negócios superior ao que fora inicialmente estimado. Tal desempenho reforça o caráter diferenciado da iniciativa e consolida esse tipo de plataforma de relacionamento como poderosa ferramenta de promoção comercial”, afirma Ricardo Santana, diretor de negócios da Apex-Brasil.

O Projeto também contou com a participação de 17 tradings, que realizaram reuniões de negócios com 15 empresas estrangeiras, vindas da Bolívia, Costa Rica, Guatemala, Angola, Coreia do Sul, Venezuela, do México, Chile, Portugal e dos EUA. Em dois dias, foram fechados negócios de 2,2 milhões de dólares, e a expectativa para os próximos 12 meses soma 9,2 milhões de dólares.

» Qualidade dos produtos e serviços brasileiros é aprovada por 96% de empresários do exterior

Fonte: Apex-Brasil

Notícias Relacionadas

Empresários estrangeiros participam de reuniões, rodadas de negócios, estreitam relações e aumentam possibilidades de inserção de produtos em vários países
+
Projeto Copa do Mundo, da Apex, pretende gerar até R$ 6 bi em negócios durante o Mundial no Brasil
+
Conheça o trabalho dos narradores que levam a emoção dos jogos do Mundial a quem sintoniza a 88,9 FM das arquibancadas do estádio do Rio de Janeiro
+
Projeto da agência brasileira trouxe 2.300 empresários e investidores estrangeiros ao país. Estreitamento dos laços com empresas do Brasil tem o Mundial como pano de fundo
+