Profissionais de segurança discutem relacionamento com a imprensa durante megaeventos

11/03/2014 - 17:48
Sesge recebe gestores dos estados sede de jogos da Copa do Mundo para um seminário sobre mídia policial

A Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge) do Ministério da Justiça está recebendo os gestores de segurança dos estados-sede da Copa do Mundo para um seminário sobre mídia policial. O curso faz parte das ações de capacitação das forças de segurança pública e pretende melhorar o relacionamento com a população e com os meios de comunicação.

Realizado em parceria com a Embaixada Americana, através do Escritório de Assistência Antiterrorismo, o curso está abordando as ações para se criar uma relação de parceria com a imprensa e, principalmente, construir um sentimento de confiança junto à sociedade.

Entre os palestrantes está uma ex-chefe de polícia e uma jornalista da rede de notícias CNN, que compartilham a experiência de trabalharem na capital dos Estados Unidos, mostrando aos alunos como lidar com os dois lados da notícia.

Durante o curso os participantes discutirão ainda a participação da mídia em eventos como calamidades e manifestações e, como as forças de segurança devem atuar para garantir ao mesmo tempo a liberdade de atuação destes profissionais e a veracidade das informações divulgadas, sem criar pânico na população.

Participam assessores de imprensa e relações públicas das Polícia Civil e Militar estaduais, Ministério da Justiça, Secretárias Estaduais de Segurança e Polícia Rodoviária Federal. O curso terá ainda uma nova edição e está acontecendo na Academia da Polícia Civil do Distrito Federal.

Investimentos

O Governo Federal apresentou para os representantes das seleções, governos estrangeiros e imprensa os investimentos em segurança para a Copa do Mundo 2014. O Secretário Extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, ressaltou que o investimento foi feito com uma premissa fundamental de que todo recurso aplicado seja útil para as cidades e estados, para a segurança cotidiana de cada unidade da federação.

“Temos vários equipamentos como plataformas de observação elevada, centros de comando móveis, imageador aéreo, robôs para atuação em suspeita de artefatos explosivos, já sendo utilizados pelos estados em ações concretas, e que continuarão à serviço da população ao término do evento”, afirma o secretário.

O investimento federal para a segurança, incluindo, além da compra e instalação de equipamentos, o treinamento das forças de segurança é de R$ 1,17 bilhão. Andrei Rodrigues ressalta que não houve alteração por causa das manifestações na Copa das Confederações.

“O orçamento não sofreu alterações. Foi aprovado por lei, que tem uma Matriz de Responsabilidade. Há um rigoroso programa de investimentos e calendário desses gastos. Trabalhamos com ele desde o início. Na parte do Ministério da Justiça, as parcelas foram R$ 451 milhões em 2012, R$ 345 milhões em 2013, e o restante em 2014. Não houve alteração. Isso vem desde o planejamento estratégico”, destaca.

Fonte: Sesge

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+