Para Dilma, esta é a Copa de “todos que querem acreditar num mundo melhor”

24/02/2014 - 12:59
Presidenta lembra que tema do Mundial será pela paz e contra o racismo, durante encontro na sede do Conselho da União Europeia. Ela afirma que brasileiros têm certeza do título

Roberto Stuckert Filho/PR#residenta Dilma Rousseff posa para foto oficial com Van Rompuy e Durão Barroso durante VII Cúpula Brasil-União EuropeiaA presidenta Dilma Rousseff afirmou que a Copa no Brasil será de todos que querem acreditar em um mundo melhor e ressaltou o tema da competição que será pela paz e contra o racismo. A declaração foi dada durante a VII Cúpula Brasil-União Europeia, em Bruxelas, na Bélgica, nesta segunda-feira (24.02).

“Eu disse ao Papa, convidando-o para essa Copa, porque é uma Copa que tem um tema pela paz e contra o racismo. Disse ao Papa que essa Copa tinha uma característica, era uma Copa de todos aqueles que querem acreditar num mundo melhor”, disse a presidenta. Dilma Rousseff se encontrou com o Papa Francisco na última semana e, além de convidá-lo, pediu que o pontífice gravasse uma mensagem para o Mundial.

A força e tradição do futebol brasileiro foram destacadas pela presidenta, para mencionar que esta será a Copa das Copas. “No Brasil vamos ter a Copa do Mundo, que chamamos de Copa das Copas. Há uma certa declaração de amor nessa Copa das Copas. Chamamos assim, porque nunca deixamos de participar de uma Copa, ganhamos cinco e temos uma grande disposição de concorrer e competir”, disse Dilma Rousseff, para acrescentar que “os brasileiros têm certeza do título”.

Dilma Rousseff apontou, ainda, os benefícos para o país com a organização do Mundial. "Queria dizer para vocês que a Copa não será apenas um evento esportivo. Será um evento esportivo, sim, esse é o principal aspecto da Copa, mas também é uma oportunidade do Brasil se mostrar ao mundo, mostrar a força e a vitalidade da nação brasileira, a alegria dos brasileiros em receber todos os seus convidados e quero que todos sejam muito bem vindos e se sintam em casa no Brasil”, disse a presidenta, para convidar a todos para o Mundial que será disputado no Brasil de 12 de junho a 13 de julho.

“Finalizo convidando a todos vocês para a Copa do Mundo no Brasil. A atual edição tem um mérito, porque reúne todos os ganhadores de Copas. Por isso, chamamos de Copa das Copas, porque apesar do futebol ter nascido na Europa, na Inglaterra, nós achamos que a casa do futebol é o Brasil”, concluiu.

Oportunidade

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, em nota oficial à imprensa, afirmou que o Brasil será o centro das atenções do mundo e que essa será uma grande oportunidade de mostrar os avanços sociais e econômicos conquistados na última década.

“O ano de 2014 é muito importante, não apenas pelas eleições nos dois lados do Atlântico. Em junho, o Brasil será a sede da Copa do Mundo da Fifa e todos os olhos estarão em direção à sua nação. Tenho confiança que o Brasil e alguma seleção europeia - talvez a Bélgica? - se encontrarão na grande final. A Copa do Mundo será uma fantástica oportunidade de colocar o Brasil sob os holofotes e apresentar o impressionante progresso social e econômico que foi alcançado na última década. Nesse contexto, gostaria de saudar seus esforços, senhora presidenta, em retirar mais de 30 milhões de cidadãos da miséria”.

Durante a manhã desta segunda-feira, a presidenta Dilma Rousseff teve uma reunião com Herman Van Rompuy e José Manuel Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia.

Portal da Copa, com informações do Blog do Planalto

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+