Oscar celebra participação nos lances decisivos do jogo

12/06/2014 - 19:13
Meia brigou pela bola no primeiro gol, deu passe que resultou em pênalti no segundo e fez o terceiro

A pressão de perder a vaga entre os titulares para Willian, que vinha tendo boas atuações nos treinos e amistosos da Seleção Brasileira, fez bem ao camisa 11 da equipe de Luiz Felipe Scolari. Oscar conseguiu imprimir qualidade ao meio de campo e teve participação decisiva nos lances dos três gols da Seleção Brasileira. A equipe saiu atrás no marcador na partida de abertura da Copa do Mundo, diante da Croácia. Oscar brigou pela bola, conseguiu ficar com ela e deu o passe decisivo no lance que resultou no gol de empate, marcado por Neymar. Fez uma bela jogada pela ponta direita e deu o passe que resultou no pênalti marcado sobre Fred. E, com um chute de bico no final da partida, anotou o terceiro gol do Brasil.

» Brasil vence a Croácia por 3 x 1 na estreia

"Foi um dos melhores jogos meu. Sabíamos que ia ser difícil, como realmente foi. Tomamos um gol muito cedo. O importante é estrear com vitória. No lance do gol, deu cãimbra nas duas pernas. A opção que tinha era chutar de bico, um recurso que vem do futsal. Deu certo", comemorou Oscar, que dedicou a atuação à filha recém-nascida e à mulher.

A estreia, para ele, não poderia ter sido melhor. "Estrear de uma Copa do Mundo e estrear tão bem, participando dos três gols e ainda fazendo o gol, qualquer um sonharia com isso. Mas pé no chão, porque tem mais dois jogos nesta fase", disse.

 

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#Sequência mostra o chute, a comemoração de Oscar ao fazer o terceiro gol do Brasil e a reação da torcida na Arena Corinthians

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Brasil enfrentará a Colômbia em 5 de setembro e o Equador no dia 9. Os jogos serão nos Estados Unidos
+
Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama
+
Estádio da abertura da Copa já rendeu R$ 6,8 milhões aos cofres corintianos, enquanto em 11 partidas como mandante neste ano, fora de Itaquera, o clube arrecadou R$ 3,2 milhões
+