Obras na arquibancada provisória da Arena Corinthians são liberadas parcialmente

08/04/2014 - 09:04
Ministério do Trabalho liberou nesta segunda-feira (07.04) as intervenções no setor sul do estádio de São Paulo para a Copa, após empresa adotar medidas para melhorar a segurança dos trabalhadores no local

O Ministério do Trabalho liberou nesta segunda-feira (07.04) as obras de uma das arquibancadas provisórias da Arena Corinthians, em São Paulo. Segundo o superintendente regional do órgão no estado, Luiz Antônio Medeiros,  a empresa responsável pelas estruturas, Fast Engenharia, tomou medidas para melhorar a segurança no canteiro, o que possibilitou a retomada dos trabalhos na arquibancada sul.

De acordo com Medeiros, a empresa está recapacitando todos os funcionários que trabalham em altura e instalou uma série de equipamentos, como guarda-corpos, cabos de vida longitudinais, transversais e andaimes. Além disso,  haverá um técnico de segurança acompanhando as atividades em cada andar da obra. Caso a empresa instale as redes de segurança prometidas em reunião ontem, as arquibancadas da parte norte podem ser liberadas na próxima quinta-feira.

As arquibancadas foram embargadas no último dia 29,  após a morte do operário Fábio Hamilton da Cruz, de 23 anos, que caiu de uma altura de oito metros. Ele era funcionário de uma empresa contratada pela Fast Engenharia.

O Ministério Público (MP) fez uma reunião com representantes do Corinthians, da Construtora Odebrecht e do Corpo de Bombeiros. O encontro discutiu a adequação do estádio às normas legais de segurança. Ficou decidido que, nos próximos dias, será analisado o projeto apresentado pela empresa na última sexta-feira (04.04) e que, em seguida, o MP fará uma vistoria no canteiro.

Devido aos problemas, o Ministério Público ameaçava pedir na Justiça a interdição da obra. Porém, o órgão descartou ingressar com uma ação nesse sentido após a apresentação do novo projeto técnico. “Entretanto, na próxima semana, o MP requisitará informações atualizadas sobre a aprovação final do projeto e quanto à execução das obras faltantes”, acrescenta o comunicado da Promotoria de Habitação e Urbanismo.

Palco da abertura da Copa do Mundo em São Paulo, o estádio terá 21 mil cadeiras temporárias para atingir a capacidade de público exigida pela FIFA para a partida inaugural, de 60 mil espectadores. Nos setores sul e norte da arena, localizados atrás dos gols, serão 17,6 mil cadeiras (8,8 mil em cada). Estes setores são iguais e têm 100m de comprimento, 30m de altura, 43m de profundidade e 56 degraus em cada. No setor leste serão mais 1,2 mil e no oeste, outras mil cadeiras móveis.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+
Terminais que tiveram obras entregues foram os melhores avaliados em levantamento realizado entre abril e junho
+
Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama
+
Estádio da abertura da Copa já rendeu R$ 6,8 milhões aos cofres corintianos, enquanto em 11 partidas como mandante neste ano, fora de Itaquera, o clube arrecadou R$ 3,2 milhões
+