Obras de arte do Brasil holandês encantam turistas no Instituto Brennand

29/06/2014 - 15:09
O espaço é formado por um museu de armas, pinacoteca, auditório, sala de exposições, reserva técnica, administração, biblioteca e pela galeria

Os turistas que vierem assistir aos jogos da Copa do Mundo 2014 em Recife têm várias opções para conhecer a cultura da capital de grande influência holandesa. Pernambuco recebeu gerações de cientistas  e intelectuais que deixaram monumentos como a Faculdade de Direito e a Torre Malakoff (que hoje abriga o Centro Aberto de Mídia da Copa do Mundo 2014), além de prédios e parques projetados por arquitetos modernos,  como o francês Louis Vauthier.

Essas obras influenciaram muitos recifenses, entre eles o engenheiro Ricardo Brennand, um dos maiores colecionadores de armas brancas e obras de arte, que aliou o conhecimento ao bom gosto e criou o famoso Instituto Ricardo Brennand no bairro da Várzea. Com o crescimento de sua coleção, Brennand inaugurou o instituto em 12 de setembro de 2002,  com a exposição “Albert Eckout volta ao Brasil (1644 – 2002)”, formada por grandes quadros produzidos entre 1637 e 1644, época em que esteve em Pernambuco a serviço do conde alemão João Mauricio de Nassau-Siegen, governador do Brasil holandês.

O Instituto foi erguido em terras do Engenho São João, que no século XVII foi propriedade de João Fernandes Vieira (c.1613-1681), um dos principais líderes da Restauração Pernambucana de 1654. O espaço é formado por um museu de armas, pinacoteca, auditório, sala de exposições, reserva técnica, administração, biblioteca, e pela galeria – destinada a exposições temporárias e eventos, além de uma capela.

Fotos: Divulgação/Instituto Brennand#

Frans Post

Na pinacoteca, encontra-se em exposição permanente a maior coleção de quadros do pintor holandês Frans Post (1612-1680), o primeiro a retratar a paisagem brasileira no século XVII, além de peças diversas e preciosas pinturas que retratam a paisagem do Brasil no século XIX, além de uma relíquia do pintor francês Jean Baptiste Debret.

A biblioteca guarda um representativo acervo que pertenceu ao historiador José Antônio Gonsalves de Mello, estudioso do Brasil holandês, além das coleções reunidas em épocas diversas do nosso passado.

Na entrada, o visitante encontrará uma réplica em mármore da estátua do David de Michelângelo, cujo original foi concluído em 1504. Nos jardins, uma escultura original do artista colombiano Fernando Botero (1932), a Mulher no Cavalo, confeccionada em bronze, além de uma infinidade de outras peças esculpidas em mármore e ou fundidas em ferro e bronze, procedentes das mais diversas coleções europeias, tudo disposto em amplas áreas verdes, lagos e alamedas, onde os visitantes podem apreciar cisnes, gansos, patos, marrecos, garças e outras aves que ali fizeram morada.

O colecionador há mais de 50 anos vem adquirindo obras  de  arte das mais diferentes procedências e épocas, cobrindo um espaço de tempo entre os séculos XV e XXI. As peças são provenientes  da Europa, Ásia, América e África. As obras de arte estão reunidas em coleções de pintura, brasileira e estrangeira, armaria, tapeçaria, artes decorativas, esculturas e mobiliário.

Também é imperdível uma visita à oficina-ateliê de seu irmão, o ceramista Francisco Brennand, habitado por peças grandiosas e cheias de mistério. A oficina do artista funciona na velha olaria da família, e é aberta à visitação pública. Um lugar mágico, com peças que mostram a evolução de Brennand como artista, além de preservar uma importante faixa de Mata Atlântica.

Cleide Passos, Ministério do Esporte

 

Notícias Relacionadas

Tarifa é de R$ 2,15 e os usuários que desejarem experimentar o novo modal poderão utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM)
+
Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Capital pernambucana foi considerada boa ou ótima por 82,3% dos visitantes que estiveram na cidade durante o período de jogos da Copa do Mundo
+
O espaço com telão atraiu uma multidão de pernambucanos para o Bairro do Recife, com uma programação de shows de frevo e coco
+