Ministério Público Federal vai analisar dados da pesquisa de preços de hotéis

05/06/2013 - 18:39
Grupo de Fiscalização da Copa 2014 esteve na Embratur para analisar dados de hospedagem para megaeventos

Os procuradores da República Athayde Ribeiro Costa e Moacir Rey Filho, do Grupo de Fiscalização da Copa 2014, estiveram esta quarta-feira (05.06) na sede da Embratur, em Brasília. Eles haviam pedido uma audiência com o presidente da instituição, Flávio Dino, para conhecer os números da Pesquisa de Preços da Hotelaria (PPH), elaborada pela instituição desde a Rio+20, no ano passado.

“É muito importante que o Brasil se mostre um destino competitivo. Isso é essencial para termos um crescimento sustentado do turismo brasileiro nas próximas décadas, o que reverterá os investimentos públicos na preparação dos megaeventos em ganhos para a população”, afirmou Dino. “Para alcançar esse objetivo, é essencial o diálogo entre todas as partes envolvidas”.

A metodologia e os resultados da PPH foram apresentadas aos procuradores pelo assessor da presidência da Embratur, Leandro Garcia. Os representantes do Ministério Público Federal levaram cópias da apresentação e da PPH para análise. “A Embratur está sempre aberta ao diálogo de todos os interessados no crescimento sustentado do turismo internacional após os megaeventos”, garantiu Dino.

Fonte: Embratur

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+