Ministério do Turismo vai incentivar meios alternativos de hospedagem para baratear diárias em hotéis

28/08/2013 - 15:13
Dentre os projetos da pasta para a Copa está a sinalização turística, inclusive em cidades históricas, que terão R$ 19 milhões em investimentos

A busca por meios de hospedagem alternativas cresceu, como demonstrou o estudo de Demanda Turística Internacional, divulgado nesta quarta-feira (28.08), pelo Ministério do Turismo. Segundo a pesquisa, o número de turistas que optaram por locais diferentes dos hotéis, como casas alugadas, saltou de 8% para 11,9% nos últimos seis anos, enquanto em camping ou albergues passou de 2,4% para 4,9%, no mesmo período. Ainda assim, a maioria (52,1%) hospeda-se em hotéis ou em casas de amigos ou parentes (27,4%).

Divulgação MTur#Para o ministro do Turismo, o dado indica que o próprio mercado pode regular aqueles que queiram praticar diárias com valores abusivos. O índice com menor aprovação, inclusive, foram os preços dos produtos e serviços, com 56,1% de aprovação. “A pesquisa mostra que outros meios de hospedagem começam a surgir. Quando você aumenta a oferta, tem capacidade de fazer com que o próprio mercado coloque juízo naqueles que queiram praticar uma diária exorbitante”, disse Gastão Vieira, que fez um alerta.

“O que eu quero dizer é que a postura do ministério, desde o começo, foi a de chamar os empresários, negociar com eles, mostrar a eles que essa janela de oportunidades dos grandes eventos não pode ser perdida, que eles estão investindo. Quando acabar o último jogo da Copa eles vão voltar a viver a realidade do dia a dia do turismo. Se eles criam a fama de cobrar diária alta, vão pagar um preço por isso”.

O Ministério promete incentivar ainda mais os meios alternativos de hospedagem, cadastrando as casas e apartamentos (via Cadastur) e oferecendo maior segurança ao consumidor. O levantamento, segundo Gastão Vieira, será aperfeiçoado junto às secretarias estaduais e municipais, principalmente nas 12 sedes da Copa do Mundo. “Já foi notado um aumento na procura pelo cadastramento. Temos um processo de desburocratizar o sistema, que é uma meta que queremos atingir o mais rápido possível, para que seus efeitos sejam sentidos na Copa do Mundo”, prometeu.

Sinalização

O Ministério do Turismo tem projetos nas 12 cidades-sede do Mundial de 2014, principalmente relacionados à sinalização turística e à construção de Centros de Atendimento ao Turista (CAT). Os investimentos previstos na Matriz de Responsabilidades da Copa são de R$ 212,5 milhões para o setor.

“É nossa responsabilidade prover sinalização turística, que é uma demanda e uma reclamação recorrente de quem nos visita. Os Centros de Atendimento ao Turista são outra reclamação. As pessoas querem saber onde obtêm informações, mapas, quer ser cuidada. Uma janela que a Copa abriu para nós, muito importante, é a acessibilidade para prédios históricos e lugares turísticos. E também a formação, temos que capacitar entre 160 e 200 mil pessoas até a Copa do Mundo pelo Pronatec”, disse Gastão Vieira.

Fotos Portal da Copa e MTur#Ministério do Turismo investirá em meios alternativos de hospedagem e em sinalização turística

O ministro afirmou que algumas cidades começaram os projetos de sinalização atrasadas, mesmo com o dinheiro tendo sido disponibilizado pela pasta há quase um ano e meio. “Acabou sendo um processo complexo. A maioria das cidades-sede está dando partida a esse processo. E pelo PAC do Turismo, que está junto do PAC das Cidades Históricas, nós ofertamos sinalizações turísticas para essas cidades, estamos investindo R$ 19 milhões”.

De acordo com Gastão Vieira, os turistas visitam, geralmente, quatro cidades durante a Copa do Mundo. “Estamos financiando o projeto para as prefeituras e estamos permanentemente com eles, porque essa sinalização tem que estar pronta até a Copa. O turista estrangeiro que nós aguardamos costuma visitar quatro cidades. E há uma demanda grande para esse tipo de turismo voltado para as cidades históricas e é uma coisa que queremos resolver até antes da Copa”.

» Número de turistas estrangeiros no Brasil bate recorde em 2012

» Turistas podem optar por hospedagem alternativa durante a Copa em Brasília

Gabriel Fialho - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+