Manaus recebeu 120 mil turistas, que deixaram R$ 325 milhões na cidade

15/07/2014 - 18:00
Jogos na Arena da Amazônia foram vistos por mais de 240 milhões de pessoas

Fotos: Getty Images#

O Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus divulgaram, nesta terça-feira (15.07), o balanço da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 em Manaus. Até o final dos jogos, 119.925 turistas estiveram na cidade e deixaram R$ 325,8 milhões na economia local, de acordo com dados da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur). Pela televisão, 240 milhões de pessoas em todo o mundo assistiram aos quatro jogos na Arena da Amazônia, segundo a FIFA.

O balanço foi apresentado pelo coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP-Copa), Evandro Melo, e pelo diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula. Segundo dados da Amazonastur, a permanência dos turistas na capital durante a Copa superou as expectativas, sendo registrada média de 6,5 dias para visitantes brasileiros e 5,4 dias para estrangeiros.

O índice de satisfação dos visitantes também foi bastante positivo, segundo pesquisa da Amazonastur. A Arena da Amazônia, hospitalidade, segurança pública, Porto, opções de lazer, meios de hospedagem, táxi, aeroporto e água foram os itens que apresentaram índices de satisfação acima de 90% entre os entrevistados. A intenção de retornar a Manaus é maior entre os nacionais (89%) que os estrangeiros (79%).

São Paulo e Pará foram os estados que mais enviaram turistas para Manaus, enquanto os Estados Unidos e Inglaterra foram os principais países emissores de viajantes.

O atendimento aos visitantes por meio dos Centros de Atendimento aos Turistas (CATs), sinalização turística da cidade e a hospitalidade do amazonense contribuíram para os índices de satisfação dos visitantes.

Audiência

O trabalho de divulgação do Amazonas também ganhou impulso com a audiência televisiva dos jogos realizados em Manaus. Assim como em todo o país, os jogos da Copa do Mundo no Brasil bateram sucessivos recordes de audiência. As partidas na Arena da Amazônia alcançaram 240 milhões de pessoas em todo o mundo, colocando Manaus em evidência e repercutindo positivamente na imprensa internacional.

A partida entre Estados Unidos e Portugal, realizada em Manaus, foi mais vista pelos norte-americanos do que a final da NBA (a liga de basquete do país). Ao todo, 18,2 milhões de telespectadores torceram na partida de futebol contra o time de Cristiano Ronaldo, enquanto 15,5 milhões prestigiaram os astros do basquete na final. Na Inglaterra e  na Itália, o jogo em Manaus superou a audiência de qualquer programa televisivo no ano até então. O mesmo aconteceu na Suíça e em Portugal, onde o recorde superou os programas dos últimos três anos.

Potencializando a divulgação de Manaus nas redes sociais, os torcedores na Arena da Amazônia transferiram 260 gigabytes de dados somente no primeiro jogo entre Inglaterra e Itália. As conexões de internet foram facilitadas pela instalação de 141 antenas para distribuição de sinal por wi-fi, que ficarão de legado na arena.

Arrecadação

Outro efeito positivo para a economia do estado foi o resultado da arrecadação de tributos. Balanço da Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas aponta resultado recorde no primeiro semestre deste ano, de R$ 4,37 bilhões. O valor é 19,52% maior em termos nominais e 12,72% superior em números reais (descontada a inflação do período) em relação aos R$ 3,66 bilhões apurados de janeiro a junho de 2013. No mês de junho, a arrecadação foi de R$ 689,15 milhões, resultado 6,19% superior aos R$ 648,99 milhões de junho de 2013.

O resultado da receita oriunda de impostos e taxas no Amazonas foi influenciado sobretudo pelo desempenho da indústria de eletroeletrônicos instalada no Polo Industrial de Manaus, que registrou aumento da produção e venda de televisores por conta da Copa do Mundo de Futebol.

Arena da Amazônia

Os quatro jogos na Arena da Amazônia tiveram casa lotada, com índices de ocupação de 99%, em média. O duelo de Suíça e Honduras foi o que mais lotou a arena, com 40.322 pessoas. Nos quatro jogos, 160.227 espectadores prestigiaram ao vivo as seleções da Inglaterra, Itália, Croácia, Camarões, Honduras e Suíça. A capacidade da Arena da Amazônia durante a Copa foi de 40.549 torcedores.

A satisfação dos visitantes na Arena da Amazônia alcançou índices elevados. Entre os estrangeiros, a experiência na arena foi quase uma unanimidade, com 99,6% de aprovação. Entre os nacionais, 97,9% declararam-se satisfeitos.

Pós-Copa

De acordo com o governador José Melo, passada a Copa do Mundo, o trabalho agora volta-se para conclusão do estudo que vai apontar o formato da administração da Arena da Amazônia.

Com a finalização do estudo, será iniciado o processo licitatório para a administração do estádio, quando serão realizadas audiências públicas para discutir o assunto com a população e todos os setores interessados. Enquanto isso, a Arena será administrada pela Fundação Vila Olímpica (FVO).

José Melo também afirmou que já existem 11 pedidos de utilização da arena para a realização de eventos não esportivos, como shows de artistas nacionais e internacionais. Ele também informou que Manaus poderá receber alguns jogos de times internacionais. “Quando estava vindo para cá recebi uma ligação de membros da FIFA informando que a Arena da Amazônia e a Arena de Cuiabá, foram escolhidas para receber alguns jogos pós-Copa”, adiantou.

Fonte: UGP- Copa
 

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+