Ingressos específicos para torcedores das 32 equipes da Copa estarão disponíveis na próxima fase de vendas

04/12/2013 - 13:46
FIFA destinará 8% das entradas para cidadãos dos países participantes do torneio

A próxima fase de vendas de ingressos para a Copa do Mundo de 2014 será aberta no dia 8 de dezembro, às 9h (de Brasília), com uma novidade. Desta vez, os torcedores de cada um dos 32 países classificados para a disputa terão 8% de entradas reservadas para os jogos das suas respectivas seleções. A FIFA disponibilizará uma página específica para cada nação, para que os interessados nesta modalidade de bilhetes façam as solicitações.

Durante entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (04.12) na Costa do Sauipe (BA), o diretor de marketing da FIFA, Thierry Weil, destacou que não há necessidade de pressa para fazer os pedidos na próxima fase de vendas, já que para as partidas com maior número de solicitações que ingressos disponíveis haverá sorteio dos bilhetes. A regra também vale para as entradas reservadas para os 32 países classificados para a Copa.

“Haverá um sorteio e as pessoas, a partir do dia 8 de dezembro, poderão ir ao site da FIFA e solicitar os ingressos. Todos os pedidos serão processados e com o sorteio vamos possibilitar a todos uma chance justa. Não é necessário pressa.”, disse Weil em coletiva de imprensa na Costa do Sauipe, na Bahia. Esta etapa da segunda fase de venda de ingressos vai até o dia 30 de janeiro de 2014.

Os torcedores já poderão solicitar os ingressos sabendo quais seleções estarão envolvidas nos respectivos jogos da fase de grupos da Copa. O sorteio que definirá os confrontos será feito nesta sexta-feira (06.12). Situação diferente de quem fez os pedidos na primeira fase de venda de ingressos, quando os interessados compraram entradas sem saber quais equipes estariam envolvidas nas partidas.

Por isso, o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, espera maior número de pedidos do exterior. “Como foi dito, 75% das solicitações na primeira fase de vendas foi feita por brasileiros. Isso mostra o apoio e o interesse em participar dessa festa. Mas, com a definição dos jogos, mais pessoas de fora do país devem solicitar entradas”.

O sucesso na primeira fase de comercialização dos bilhetes, quando o lote de quase 1,1 milhão de ingressos foi esgotado e 6,2 milhões de pedidos foram registrados, foi comemorado por Thierry Weil. “Pela primeira vez, todos os ingressos disponíveis foram vendidos. Foi uma demanda imensa e um interesse imenso, sem dúvida. Por causa dos brasileiros e, também, em parte pelos torcedores de fora que querem estar no país”. Cerca de 62% dos bilhetes foram para brasileiros e 38% para compradores internacionais. Os cinco principais países interessados foram o Brasil, seguido pelos EUA, Austrália, Inglaterra e Argentina.

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#Weil e Fernandes concederam entrevista coletiva nesta quarta-feira na Costa do Sauipe, local do sorteio dos grupos da Copa

Serviços especiais

A novidade para a Copa do Mundo no Brasil foi a criação da categoria 4 de entradas, com 400 mil ingressos exclusivos para brasileiros, com garantia de descontos para estudantes e beneficiários de programas sociais do governo federal. Além disso, os idosos têm meia entrada em todas as categorias.

“Quando discutimos os padrões e regras dos ingressos e isso foi colocado na Lei Geral da Copa, introduzimos direitos e resguardamos outros, como os preços especiais para idosos e residentes brasileiros na categoria 4. Benefícios que fazem parte da legislação brasileira e foram respeitados”, destacou Luis Fernandes.

Outra inovação, com base na experiência da FIFA na Copa das Confederações de 2013, foi a disponibilização do serviço de entrega a domicílio dos ingressos da Copa do Mundo. Para isso, o torcedor deve marcar a opção na hora de pedir a entrada no site da entidade. Na primeira fase de vendas, cerca de 50% dos torcedores optaram pelo serviço. Os outros solicitantes terão pelo menos um Centro de Retirada de Ingressos em cada uma das 12 cidades-sede e dois no Rio de Janeiro e em São Paulo. A FIFA também estuda a melhor maneira de instalar um centro em cada um dos aeroportos das capitais que receberão as partidas.

“Há duas fases de coleta de ingressos. Aprendemos na Copa das Confederações e vamos manter os centros de coleta nas sedes, sendo dois no Rio e dois em São Paulo. Também teremos pontos de entrega nos 12 aeroportos, estamos discutindo como fazer para entregar só para passageiros”, explicou Weil.

Mapa do estádio

A mudança no cronograma de entrega de algumas arenas deve provocar atraso na definição do mapa dos assentos dos estádios. Todas as entradas têm as cadeiras marcadas e Weil admitiu trabalhar com uma quantidade de ingressos que só serão disponibilizados na etapa seguinte da segunda fase de vendas, entre 26 de fevereiro e 1º de abril, e na venda de última hora.

“Vamos trabalhar com uma margem de contingência na segunda fase de venda, por ordem de chegada. O que queremos é que ninguém tenha problemas de locação”, afirmou.

A FIFA também exigirá dos parceiros comerciais a confirmação até 72 horas antes dos jogos da utilização das entradas, caso contrário, os ingressos voltarão para a entidade repassar a outros interessados. Outras medidas destacadas por Weil para garantir a máxima lotação das arenas foi a implementação dos serviços de devolução dos bilhetes e da possibilidade de troca de convidados.

Fotos em alta resolução do Media Day na Costa do Sauipe

Entrevistas coletivas - Media Day na Costa do Sauipe

Entrevistas coletivas - Media Day na Costa do Sauipe

Leia também:

» Em entrevista coletiva, ministro do Esporte fala sobre diversidade do Brasil e explica prazos de entrega de estádios

» Confira o infográfico com os procedimentos para divisão das equipes por potes no sorteio final da Copa

» Infraestrutura de telecomunicações foi acelerada por causa da Copa, diz secretário-executivo do MiniCom

» Segurança dos estádios brasileiros é de alto padrão, afirma consultor da FIFA

» Representantes de seleções viajarão pelo Brasil após sorteio da Copa para conhecer sedes dos jogos e treinos

» FIFA e governo federal mostram o impacto da Copa na atração de turistas para o país-sede

» Planejamento e hospitalidade são os trunfos para a excelência dos serviços ao espectador durante o Mundial

» Comitê Organizador Local avalia positivamente o legado da Copa no país

» Resultado do sorteio de grupos pode incrementar turismo em cidades-sede que possuem voos internacionais

Gabriel Fialho - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mais de dois mil itens, entre televisores, computadores e telefones celulares, serão entregues a 64 escolas das doze sedes, além de 26 organizações não-governamentais
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+
Foi movimentado mais de um bilhão de reais na economia do estado, que recebeu 160 mil turistas estrangeiros e teve taxa média de ocupação hoteleira de 80%
+