Infraero publica primeiro edital com Regime Diferenciado de Contratações

25/10/2011 - 10:53
Licitação para obras de recuperação e ampliação do estacionamento do terminal de João Pessoa poderá usar RDC, já que fica a uma distância de até 350 Km de cidade-sede da Copa do Mundo de 2014.

A Infraero publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira (24.10) o aviso de abertura da primeira licitação pelo Regime Diferenciado de Contratações. O objeto do edital é a contratação de empresa para realizar os estudos preliminares e projetos básico e executivo da obra de ampliação e recuperação do estacionamento do Aeroporto Internacional de João Pessoa - Presidente Castro Pinto.

O novo edital está de acordo com o Decreto nº 7.581, de 11 de outubro de 2011, cujo objetivo é aprimorar os processos de contratação de serviços e obras da União. Com o RDC, as licitações devem ganhar uma nova dinâmica, rapidez e agilidade, sem descuidar das observações legais necessárias às contratações feitas pelas empresas públicas. “Trata-se de um avanço que vai acelerar a realização dos investimentos previstos em todas as áreas da Infraero”, avalia o diretor de Administração da Infraero, José Eirado.

Pelo decreto, o RDC será aplicado exclusivamente às licitações e contratos necessários à realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, à Copa das Confederações e da Copa do Mundo; bem como às obras de infraestrutura e à contratação de serviços para os aeroportos das capitais dos Estados distantes até 350 quilômetros das cidades sedes das competições referidas. “Essa mudança representa um marco importante, pois com o RDC teremos maior agilidade nos processos de contratação”, afirma o superintendente de Licitações e Contratos da Infraero, José Antônio Pessoa Neto.

Fonte: Infraero

Notícias Relacionadas

Planejamento minucioso que foi feito para o Mundial deve servir de base para a gestão e operação dos aeroportos brasileiros, na opinião do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco
+
Argentina, Chile e Uruguai são os países da região que enviaram mais visitantes ao país por avião
+
Foram registradas 5.185 demandas nos aeroportos e 75 nos estádios das 12 cidades-sede
+
Mais da metade dos viajantes do país (54,2%) optou por deslocamento aéreo durante a Copa
+