Holandeses promovem festa na Praia de Iracema e elogiam sistema de transporte para o Castelão

29/06/2014 - 12:41
Cerca de 1,5 mil holandeses se reuniram na orla de Fortaleza e foram ao Castelão nos ônibus gratuitos fornecidos pela Prefeitura. Torcedores mexicanos também chegaram otimistas ao estádio

A festa começou cedo em Fortaleza. Por volta das 7 horas, centenas de holandeses já se reuniam na Praia de Iracema para a concentração antes da partida contra o México, na Arena Castelão, pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo. Animados por um trio-elétrico que alternava músicas holandesa e brasileira, os torcedores logo tomaram o calçadão da orla da capital cearense. “Por onde nossa seleção passa costumamos fazer essa festa. Estamos promovendo uma mistura muito legal entre as culturas holandesa, brasileira e até mexicana”, citou o embaixador da Holanda no Brasil, Koes Rade.

Holandeses promovem festa em praia de Fortaleza

Holandeses promovem festa em praia de Fortaleza

Às 10 horas, os cerca de 1,5 mil torcedores da laranja saíram para o Castelão nos ônibus gratuitos fornecidos pelo município. “Só conseguimos promover essa festa aqui na praia, com essa linda paisagem, graças ao apoio da Prefeitura. Se não fossem os ônibus, teríamos organizado a confraternização em um local próximo ao estádio”, afirmou o embaixador, que arriscou o placar de 2 a 1 para a Holanda diante dos mexicanos.

O turista holandês Geurt Roos, de 61 anos, elogiou o sistema de mobilidade que Fortaleza implementou para a Copa do Mundo. “Fiquei impressionado com a quantidade de ônibus e a rapidez até o estádio”, disse ele, confiante em uma vitória por 3 a 2. Para o torcedor, que estava acompanhado da esposa e de um sobrinho, o time laranja tem boas chances de avançar pelo menos até a final da Copa do Mundo. “Acho que passamos hoje e nas próximas fases. Depois vai ser difícil ganhar, principalmente se o adversário for o Brasil”.

A festa chamou a atenção também de muitos brasileiros que passavam pela orla de Fortaleza. “Isso tudo é muito legal. Pena que as outras seleções que passaram por aqui não tiveram a mesma ideia”, afirmou a aposentada Maria Ideli da Silva, que ganhou a simpatia dos holandeses. “Agora vou torcer para eles. É um povo animado e muito educado também. Espero que vençam”, disse ela.

A secretária Extraordinária da Copa de Fortaleza (Secopafor), Patrícia Macêdo, afirmou que se reuniu com representantes do poder público holandês e das torcidas Ons Oranje e KNVB Clube Laranja para viabilizar a festa na Praia de Iracema. “Em virtude do nosso plano de mobilidade, conseguimos tornar viável essa festa tão bonita que o futebol pode proporcionar”, disse ela, que foi presenteada com uma camisa da Holanda.

Mexicanos

Muitos turistas mexicanos também optaram por pegar os ônibus na Praia de Iracema para a Arena Castelão. “Está tudo muito confortável e rápido. Melhor do que em muitos lugares por onde já passamos”, disse o torcedor Pablo Maurício, que foi ao estádio acompanhado da esposa Stacye, que é norte-americana. “O povo brasileiro é muito hospitaleiro. Todos ajudam muito os estrangeiros”, elogiou o torcedor.

Pablo considera que esta Copa do Mundo é a grande chance de o México fazer história e alcançar pelo menos as semifinais da competição. “Temos um time muito bem armado pelo Herrera e hoje o calor está a nosso favor. Podemos finalmente ficar entre os primeiros do Mundial”, citou o mexicano, que nesta Copa já foi a São Paulo, Rio de Janeiro, Natal, Recife e agora Fortaleza. 

Mobilidade

Ao todo, 300 ônibus gratuitos começaram a circular às 7 horas nos sete bolsões de estacionamento espalhados pela cidade - shoppings Iguatemi, Via Sul, Parangaba e Jóquei, Campus do Pici da UFC, Cambeba e Unifor. Além desses, linhas especiais saíram do Aeroporto Internacional Pinto Martins e da avenida Abolição, na zona hoteleira da cidade.

Thiago Cafardo, do Portal da Copa em Fortaleza

Notícias Relacionadas

Jogadores e comissão técnica desfilaram em carro aberto e foram até o Portão de Brandemburgo, onde uma multidão os esperava para a celebração
+
Para o técnico brasileiro, o gol sofrido no início da partida diante da Holanda complicou a partida
+
Melhor em campo na disputa de terceiro lugar, Robben ressaltou a receptividade com que a equipe foi acolhida pelo povo brasileiro
+
Público só perdeu a paciência com a equipe de Luiz Felipe Scolari após o terceiro gol holandês
+