Holanda comemora vitória diante de Austrália "quase perfeita"

18/06/2014 - 17:11
O holandês Robben, eleito melhor em campo, afirmou que adversários fizeram um esforço heróico e assustaram muito

Getty Images#Robben fez o primeiro gol da Holanda e soma três no Mundial de 2014

Quando o árbitro argelino Djamel Haimoudi apitou o final da partida entre Austrália e Holanda, pouco antes das 15h desta quarta-feira (18.06), jogadores das duas equipes se jogaram ao chão no Beira-Rio. Os europeus aliviados por terem conseguido, finalmente, vencer o adversário antes invicto nos confrontos. Os australianos, desolados por terem realizado uma excelente partida mas estarem fora da próxima fase.

Getty Images#Técnico da Austrália, Ange Postecoglou, valorizou o esforço e a valentia dos australianos

O 3 x 2 que definiu o placar só veio na metade do segundo tempo, após improvável falha do goleiro Ryan, que teve bela exibição. A alegria holandesa foi tanta que até o casal real, que acompanhou a partida no estádio, foi ao vestiário cumprimentar os atletas.

Na coletiva de imprensa, Robben, eleito craque do jogo, valorizou os adversários para dar mais peso à vitória. "Eles fizeram um esforço heróico, assustaram muito. Com isso, nos fizeram errar demais. Apesar disso, temos seis pontos em dois jogos, e um ótimo saldo. Vamos ver se ainda precisaremos de algo após Chile e Espanha".

O técnico Louis Van Gaal explicou a mudança no sistema de jogo no intervalo da partida. "Começamos no 5-3-2 porque a Austrália iria usar os zagueiros e as laterais para nos atacar. Mas se mesmo assim perdemos a posse de bola, não importa a formação. Por isso voltamos para o segundo tempo no 4-3-3, que todo holandês nasceu jogando. Queria dar confiança a eles, e conseguimos o resultado".

Depois de ver seu time dominado boa parte do jogo pelos australianos, o holandês comemorou a virada. "Foi um jogo mentalmente muito exigente. A Austrália é uma equipe difícil, bem organizada e com um ótimo técnico, que deixa seu time jogar. Não me surpreendi pela Austrália, mas pelas falhas que tivemos", disse Van Gaal, procurando manter a equipe focada e alerta para os próximos jogos.

Faltou a recompensa

Pelo lado perdedor, o técnico Ange Postecoglou não escondia o abatimento. "Esperava que meus jogadores fossem recompensados pela forma como jogaram. Fomos muito bem, mas a pressão sobre nós era imensa. Foi uma pena", lamentou.

O técnico australiano só manifestou satisfação ao analisar o desempenho da equipe nas duas primeiras partidas, apesar das derrotas. Segundo ele, Chile e Holanda viram a que veio a Austrália. "Viemos com o objetivo de marcar nossa passagem e de causar impacto. Acredito que conseguimos. A maioria dos jogos se decide em detalhes. Poderíamos ter vencido, mas não aproveitamos tanto quanto eles". Após prometer atacar a Espanha, mesmo sem Tim Cahill, suspenso, o australiano arriscou. "A Holanda dará muito trabalho a qualquer adversário".

» Em jogo com cinco gols, Holanda derrota a Austrália no Beira-Rio

Austrália x Holanda - Beira-Rio - Jogo

Austrália x Holanda - Beira-Rio - Jogo

Austrália x Holanda - Beira-Rio - Jogo

Austrália x Holanda - Beira-Rio - Jogo

Claudio Medaglia, do Portal da Copa em Porto Alegre

Notícias Relacionadas

Melhor em campo na disputa de terceiro lugar, Robben ressaltou a receptividade com que a equipe foi acolhida pelo povo brasileiro
+
Público só perdeu a paciência com a equipe de Luiz Felipe Scolari após o terceiro gol holandês
+
Gols foram de Van Persie, Blind e Wijnaldum. Seleção anfitriã encerra o Mundial com a quarta colocação
+
Torcida afirma que irá apoiar a equipe, mas espera que a Seleção Brasileira corresponda em campo com uma vitória
+