Goleada do Vitória marca inauguração da Arena Fonte Nova

07/04/2013 - 18:29
Leão venceu por 5 x 1 em jogo com mando de campo do Bahia. Proximidade da arquibancada permitiu que jogadores comemorassem gols abraçados com torcedores

O mando de campo era do Bahia e a maior parte da torcida, também. Mas coube ao Vitória a festa na inauguração da Fonte Nova neste domingo, com uma vitória por 5 x 1 em partida válida pela quarta rodada da segunda fase do Campeonato Baiano. O expressivo resultado impressionou Caio Jr, mas não mudou o discurso cauteloso do técnico do Vitória.

"Ficamos na história da Fonte Nova, mas temos o pé no chão porque nosso grande objetivo é ser campeão baiano. O que foi decisivo, na minha opinião, foi a aplicação tática: os jogadores estavam muito atentos ao que foi pedido", afirmou o treinador, que se mostrou impressionado com a qualidade da arena. Entregue na última sexta-feira, a Fonte Nova receberá três jogos da Copa das Confederações e seis partidas do Mundial de 2014. "Talvez seja o melhor estádio em que eu tenha trabalhado. Está excelente: o campo de jogo, a atmosfera é sensacional. Vou levar por muito tempo a imagem desse jogo. Fico orgulhoso por ter participado dessa história", disse.

Do outro lado, o resultado teve repercussão mais drástica. O técnico Jorginho, do Bahia, deixou o cargo ainda nos vestiários, após conversar com dirigentes e atletas. "Chegamos à conclusão de que não dá mais para ajudar o Bahia", afirmou.

Fotos: Bapress#Festa foi do Vitória, com direito a comemorar gols abraçando os torcedores

Se o Vitória fez história, Renato Cajá sairá com distinção especial: o meia fez o primeiro gol do novo estádio. Aos 41 minutos do primeiro tempo, ele cobrou pênalti sofrido por Mansur e converteu. Goleiro para um lado, bola para o outro. A torcida rubro-negra comemorou e o Vitória voltou para o vestiário com a vantagem do 1 x 0.

"Eu treinei bem pênalti antes do jogo. Mas na hora você só pede força a Deus. Você vê a pressão, a torcida atrás de você, pensa 'se eu perder, a coisa vai ficar feia para o meu lado', mas ainda bem que pude ter tranquilidade e fazer o gol. Eu pensava: eu preciso ficar na história. É nervosismo, a perna bambeia, mas ainda bem que pude fazer", disse Renato Cajá.

No segundo tempo, um festival de gols. Aos cinco minutos, Maxi Biancucchi recebeu pela esquerda, viu o goleiro adiantado, ajeitou o corpo e chutou por cobertura. Marcelo Lomba só pôde observar a bola morrer em sua rede.

Logo em seguida, o Bahia levou perigo com Obina. Ele se livrou de um defensor, chutou bem e a bola entrou, mas a arbitragem anotou impedimento.

Foto: Bapress#Cena que se repetiu cinco vezes na Fonte Nova: celebração rubro-negra

O terceiro gol do Vitória foi resultado de linda jogada. Maxi tocou para Dinei, que tabelou com Michel. Cara a cara com o goleiro, ele acertou um chute certeiro. Depois de balançar a rede, aproveitou a existência de uma escadinha próxima da torcida e foi comemorar abraçando a turma rubro-negra presente na arquibancada inferior.

Aos 22, o Bahia diminuiu com Zé Roberto - que entrou no lugar de Adriano - após jogada de Magal. Mas o time parou por aí.

Aos 29, a goleada foi decretada com Vander (que entrou no lugar de Maxi). Após tabela com Marquinhos, ele chutou forte pela esquerda. Na comemoração, repetiu o caminho de Michel: subiu a escadinha e abraçou a torcida enlouquecida.

Quando os rubro-negros gritavam "A Fonte Nova é nossa", a torcida do Bahia começou a esvaziar o estádio antes do fim da partida. Alguns nem viram o quinto gol, marcado por Escudero aos 39. Dessa vez, a comemoração foi com dancinha em frente à torcida. No finalzinho, aos 44, o Bahia ainda tentou mais um. Não deu. Os olés ecoaram e o jogo terminou com festa do Vitória.

» Galeria de imagens da inauguração da Fonte Nova

» Vitória marca primeiro no clássico

» Cultura baiana em destaque nas apresentações

» Adolescente com paralisia cerebral dá primeiro chute

» Expectativa é grande para o primeiro Ba x VI

» Antes e depois: veja comparação de imagens da construção com a arena finalizada

» Confira a cobertura completa da entrega do estádio

Carol Delmazo - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+