Final da Copa: 26 mil homens vão atuar na segurança pública

10/07/2014 - 21:15
Para atuação interna no estádio esta confirmada a presença de 1.500 integrantes da segurança privada

Cerca de 26 mil homens da segurança pública e Forças Armadas atuarão na final da Copa do Mundo no Rio de Janeiro neste domingo, 13 de julho. O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (10/07) pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, após reunião com representantes do governo federal e da FIFA.

Para atuação interna no estádio esta confirmada a presença de 1.500 homens da segurança privada. Todo efetivo empregado que atuará na decisão entre Alemanha e Argentina já atende ao que já estava previsto no planejamento de segurança para o evento. "Nós manteremos o padrão de excelência de segurança pública que temos tido desde o início da Copa do Mundo", destacou o ministro Cardozo.

A Copa do Mundo exigiu, durante todo o período, a atuação de 100 mil homens da segurança pública e cerca de 50 mil das Forças Armadas. O investimento total para segurança do Mundial chegou a R$ 1,9 bilhão.

Ouça o áudio da entrevista coletiva do ministro da Justiça

Fonte: Ministério da Justiça

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+