Filho de Pelé acompanha treino da Costa Rica em Santos

02/07/2014 - 19:59
Joshua é atacante das categorias de base do time santista

Adalberto Leister Filho/ Portal da Copa#Joshua está ansioso pela partida de quartas de final do Brasil com a ColômbiaCom estrelas da Copa do Mundo, como Joel Campbell e Bryan Ruiz, os jogadores que participaram do treino da Costa Rica nesta terça-feira (02.07) dividiram as atenções com um jovem atleta, que assistiu a uma parte da preparação da arquibancada. Joshua Arantes do Nascimento, 18, é filho do rei Pelé e atua nas categorias de base do Santos.

Nova esperança do clube que já revelou craques como Neymar e Ganso nos últimos anos, Joshua joga de atacante, mesma posição do pai. Com 1,73 m, é dois centímetros mais alto do que o rei do futebol, embora seja baixo para os padrões dos atacantes atuais. Fisicamente bastante semelhante ao pai, ele não tem medo das comparações.

“Procuro fazer meus golzinhos, mas ser igual a ele é impossível”, afirma o jovem, que segue os passos do irmão Edinho, que atuou no gol do Santos nos anos 90.

Como atacante, Joshua não esconde a admiração por dois dos destaques desta Copa do Mundo. Um deles é o veloz atacante Robben, que marcou três gols no Mundial. O outro, como não poderia deixar de ser, é Neymar, com quem teve pouco contato.

“Infelizmente não tive muito contato com o Neymar aqui no Santos. Vi ele uma vez no centro de treinamento, mas não nos falamos muito”, contou.

Torcendo pela seleção brasileira, Joshua foi no jogo de abertura, contra a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo. Afirma estar ansioso para a próxima partida do time do técnico Luiz Felipe Scolari, contra a Colômbia, na sexta-feira (04.07), em Fortaleza. Questionado por jornalistas colombianos, ele foi se esquivou de dar um palpite.

“Não tenho ideia de quanto vai ser o jogo. Mas vai ser uma boa partida. Espero que o Brasil vença, com certeza”, afirmou o filho do rei.

Por Adalberto Leister Filho, do Portal da Copa em Santos (SP)

Notícias Relacionadas

Antes do sufoco da classificação diante da Costa Rica, na última partida da Fonte Nova no Mundial, torcedores promoveram a segunda Orange Square
+
Tradição é a marca das quatro seleções que disputam a taça. Estádios continuam lotados, mas média de gols do torneio cai após as quartas de final
+
Tim Krul sabia da possibilidade de entrar para a disputa de pênaltis e elogiou a ousadia do comandante
+
Reserva holandês, Krul, pegou duas cobranças. Agora os atuais vice-campeões têm pela frente a Argentina de Messi
+