Felipão elogia apoio da torcida e evolução tática da Seleção Brasileira

15/06/2013 - 20:27
Para o treinador, equipe esteve taticamente equilibrada e soube compactar o meio-campo na vitória diante do Japão

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#Satisfeito com a postura da Seleção Brasileira e o resultado de 3 x 0 sobre o Japão na abertura da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013, o técnico Luiz Felipe Scolari elogiou o apoio dado pelos torcedores durante a partida deste sábado. “O que vi hoje aqui no hino nacional foi maravilhoso. É assim que tem que ser: vibrar, cantar. Estou preocupado em ver esse povo, 70 mil pessoas, cantarem o hino, porque quando cantam o hino da forma como cantaram amedronta o adversário”, disse.

Em relação ao time, o técnico gostou principalmente do padrão tático apresentado. “Acho que a equipe evoluiu, sim. Dentro da parte tática, tivemos não a perfeição, mas se continuarmos taticamente equilibrados, temos equipe pra enfrentar qualquer adversário em igualdade de condições e vencê-los”, disse. “Nós fizemos o gol, compactamos o setor de meio e, quando se faz isso, não se permite chance aos adversários. O segundo gol deu mais tranquilidade, mas o que queremos é a compactação da equipe, independentemente do resultado, para que adversários tenham dificuldades de chegar a nossa área”, explicou.

Para o técnico, a grande quantidade de gols é consequência natural disso. “A gente sempre sonha em fazer dois, três gols num jogo. Às vezes não se consegue pela má pontaria ou porque perdemos uma oportunidade viva de gol. Quando acontecem esses gols em profusão, para nós é motivo de alegria, porque a gente vai tendo mais confiança dentro do grupo e, com mais confiança, a gente arrisca um pouco mais”, disse.

Felipão também elogiou individualmente jogadores como Fred, Luiz Gustavo e Jô. “O jogador tem que saber se posicionar e propiciar oportunidades a outros atletas. Por isso, o Fred é útil”, disse o treinador sobre o centroavante, que ajeitou a bola para Neymar fazer o primeiro gol contra o Japão. Sobre Jô, que marcou o terceiro gol, Felipão disse que ele está aproveitando as oportunidades que tem ganhado. “É um bom jogador, joga com o pé esquerdo, é difícil de ser marcado. Está plantando agora para mais à frente.”

Mesmo satisfeito, o técnico da Seleção Brasileira já pensa no México, adversário da próxima quarta-feira (19.06), em Fortaleza. “Temos que nos cuidar a partir de hoje para o jogo do México, que é uma pedra no nosso sapato já há um tempo, e vamos ter que tirar essa pedrinha do nosso sapato para ficarmos tranquilos quanto à classificação”, disse.

Estrutura

Mesmo sem ser perguntado durante a entrevista coletiva após o jogo, Felipão fez questão de elogiar a estrutura encontrada pela Seleção Brasileira em Brasília. “O centro de treinamento do Corpo de Bombeiros é muito bom. Qualquer equipe que vier jogar o Mundial pode usar o nosso hotel, que foi fantástico. As equipes que vierem jogar já têm o padrão que nós escolhemos aqui e nós agradecemos pela forma como nos trataram”, disse.

Mateus Baeta - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Brasil enfrentará a Colômbia em 5 de setembro e o Equador no dia 9. Os jogos serão nos Estados Unidos
+
Taffarel será o preparador de goleiros, enquanto Mauro Silva ocupará o cargo de assistente técnico, criado para ser rotativo. Andrey Lopes será o auxiliar
+
Votação popular feita por meio do site da FIFA incluiu Neymar, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo na equipe ideal do torneio. Os argentinos Messi e Di María e o colombiano James Rodríguez também aparecem
+