Espanhóis dizem que resultado expôs diferença das equipes e exaltam postura do Taiti

20/06/2013 - 20:40
Técnico da Espanha, Vicente del Bosque, e atacante Fernando Torres dizem que taitianos engrandeceram o futebol pelo "jogo limpo" demonstrado em campo e pelo amor ao futebol

Gabriel Fialho/ Portal da Copa#O placar de 10 x 0 expôs a enorme diferença entre a campeã mundial Espanha e a seleção do Taiti, que conta com apenas um atleta profissional no grupo. Por isso, o técnico da Espanha, Vicente del Bosque, acredita que os brasileiros torceram pelos taitianos. O comandante da “Fúria” elogiou o comportamento dos adversários e disse que eles enobreceram o futebol.

“Obviamente, o resultado mostra a diferença entre as duas equipes, entre o futebol profissional e o amador, mas fizemos um jogo sério e intenso e eles jogaram limpo e não ficaram fechados, tiveram até umas três oportunidades. Eles são nobres e o futebol hoje foi reforçado”, afirmou Vicente del Bosque, durante a coletiva de imprensa após o jogo desta quinta-feira (20.06) no Maracanã. “E é normal que o público esteja do lado dos mais fracos, temos que respeitar o espetáculo e acho que todos aproveitaram o jogo”, completou.

O comandante espanhol enalteceu os méritos dos adversários. “Eles foram campeões da Oceania, mereceram estar aqui, quem somos nós para não tratá-los com respeito? Eles fizeram bem ao futebol em estar aqui e têm grande fair play”.

As instalações das arenas brasileiras foram elogiadas por Vicente del Bosque, que só fez ressalvas quanto ao transporte. “Com relação às instalações, tudo o que vimos no Brasil foi muito bom. Talvez tivéssemos alguma reclamação quanto ao transporte, mas temos que ser compreensíveis, pois não é fácil a mobilidade em uma cidade como o Rio”.

 

Espanha x Taiti - Maracanã - 20.06 - O jogo

Espanha x Taiti - Maracanã - 20.06 - O jogo

Nome do jogo

Autor de quatro gols na partida contra o Taiti e escolhido o nome do jogo pela FIFA, o atacante Fernando Torres admitiu ser um sonho entrar na história do Maracanã. “Não poderia imaginar jogar em um estádio mítico como esse, marcar quatro gols e a seleção fazer dez em um jogo oficial. É um sonho”.

O atleta, que não foi titular da equipe no jogo de estreia, elogiou o amor ao futebol e o jogo limpo dos adversários, que não partiram para a violência, mesmo sofrendo tamanha goleada. “O Taiti joga 100% pelo amor ao futebol. É um exemplo de fair play. Eles não agridem, pelo contrário, sorriram até o fim do jogo. Eles tentam jogar futebol e estão felizes de estar aqui, realizando um sonho. Muitas pessoas na torcida se viram refletidas neles. A diferença entre as duas equipes é muito grande, mas vê-los sorrindo até o fim é a maior experiência que levo daqui”, comentou.

Gabriel Fialho - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+
Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+