São Paulo recebe a primeira das visitas a Centros de Treinamento da Copa

03/02/2014 - 14:59
Clube paulista receberá a seleção dos Estados Unidos durante o torneio

Após a divulgação da lista dos 32 Centros de Treinamentos escolhidos pelas seleções para a Copa do Mundo de 2014, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, iniciou uma série de visitas a Centros de Treinamento de Seleções. A primeira escala foi no CT do São Paulo Futebol Clube, na capital paulista, nesta segunda-feira (03.02). O local abrigará a equipe dos Estados Unidos, que realizou um período de adaptação às instalações em janeiro. Nesta terça-feira, o ministro visitará duas instalações em Campinas (SP). Na quarta, será a vez de conhecer a estrutura do Atlético-PR, em Curitiba, que será usada pela Espanha durante a Copa. Na quinta, Aldo Rebelo visitará o CTS de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), que receberá o Equador.

O ministro destacou a importância dos centros na organização do Mundial e na boa impressão que o país quer deixar para os estrangeiros. “Estes centros de treinamento constituem um elemento importante da organização e da preparação da Copa. A preparação exige a existência desses locais, aptos a receber as seleções. A impressão que o país causará nas delegações e nos visitantes está ligada às condições dos centros escolhidos. E a impressão que fica daqui é a melhor possível”, disse.

Localizado em um terreno de 44.472m², o CT do São Paulo conta com prédio de 20 apartamentos duplos, todos suítes, com salão de jogos e conexão wireless. Reúne um núcleo de reabilitação esportiva, fisioterápica e fisiológica, três campos oficiais – um deles com as mesmas dimensões do gramado do Morumbi –, dois minicampos, piscina, campo de areia e quadra poliesportiva. Adicionalmente, há uma área de imprensa com auditório para 69 lugares e acessível para pessoas com deficiência.  

Fotos: Paulino Menezes/Portal da Copa/ME#

Predomínio paulista

Não são apenas os campos que contam para uma equipe escolher a base durante o torneio. Para a vice-prefeita da capital paulista, Nádia Campeão, a infraestrutura de hotéis, rodovias e aeroportos, disponível no estado, pesou na escolha de 15 seleções por São Paulo. “O estado está recebendo um conjunto muito grande de seleções, que optaram por ficar aqui porque encontraram uma infraestrutura de bons hotéis, Centros de Treinamento qualificados, uma malha rodoviária boa e pelo menos três aeroportos internacionais, que permitem uma flexibilidade para as equipes”.

Para ela, a promoção do turismo será um dos legados que a presença das equipes deixará para a cidade e o estado.  “Uma coisa é você ter as partidas e nós termos a partida de abertura, que já é uma coisa extraordinária. Mas nós teremos a presença das seleções, das torcidas, durante 30 dias, o que prolonga os efeitos da Copa, não só em relação ao clima da festa, mas sobretudo nos aspectos econômicos e turísticos”, afirmou Campeão.

Um clube e duas seleções

Além de receber os Estados Unidos no CT da Barra Funda, o São Paulo Futebol Clube terá a Colômbia hospedada e treinando no centro de formação de atletas, no município de Cotia. “O São Paulo foi privilegiado por hospedar duas seleções nacionais. Uma delas são os Estados Unidos, que já tiveram um período de adaptação de 15 dias aqui. Outra seleção é a Colômbia, que já concluiu os entendimentos e vai ficar no outro centro de treinamento, em Cotia”, ressaltou o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes.

O dirigente destacou os ganhos comerciais e de imagem que o clube terá. “Além dos aspectos comerciais, do ponto de vista institucional é um prestigio muito grande um clube receber duas seleções. Isso valoriza nosso trabalho e nos dá uma projeção internacional”.

Gabriel Fialho - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+