Documentarista registra ruas decoradas em São Paulo

13/06/2014 - 17:46
Caminhando por bairros paulistas, ele captou o carinho de moradores com a Seleção

A vontade de registrar a expectativa da população de São Paulo em torno da Copa do Mundo moveu João Rubens Alvarez, o Jorube, a fazer um documentário sobre as ruas decoradas na capital paulista. Descobrir onde encontrar esses locais foi o primeiro desafio do documentarista. “No início, pesquisei no Google Maps para achar resquícios de pinturas da Copa passada. Alguns bairros são bacanas, como o Limão [Zona Norte] e a Vila Madalena [Zona Oeste]”, afirmou Jorube, referindo-se a locais com perfis socioeconômicos bem distintos.

Jorube teve a ajuda de amigos no início da produção. Mas, como não conseguiu financiadores, não pôde contar muito com uma equipe. Boa parte do projeto saiu andando pelas ruas de São Paulo com a câmera a tiracolo. “Acho melhor abordar as pessoas na rua estando sozinho do que em comitê. Os moradores são mais receptivos”, conta.

Para adequar o tempo ao projeto, passou a entrar no trabalho mais cedo, ficando com as tardes livres para as caminhadas. E foram várias, longas e por ruas estreitas, com muitas curvas e poucas placas de bairros classe média baixa, como Casa Verde, Limão, Peruche e Vila Carrão. “Teve um dia que andei quase 20 km com a câmera. Teve rua que terminava em escada”, espanta-se ele, morador da Penha (Zona Leste).

No final, Jorube selecionou 12 ruas, de todas as regiões de São Paulo. Nesse período, conheceu e ficou amigo de moradores de diferentes bairros. “Tive seis convites para assistir ao jogo do Brasil”, conta o documentarista, que preferiu ver a vitória da seleção em casa. “Esse processo todo foi cansativo”, justifica.

O filme, intitulado “Futebol-arte: das 4 linhas para as ruas da cidade” já teve a captação encerrada (foram quatro horas de material) e irá entrar na fase de edição. “Estou dando uma descansadinha. Foi um processo cansativo. Gostaria de passar para alguém editar, mas como não tenho financiamento e participei de todo o processo, devo editar também”, afirmou ele, que pretende passar o documentário em festivais ou em alguma TV que se interessar. “Se o Brasil for campeão, é provável que eu ainda faça algumas tomadas da festa.”

Jorube já pensa em expandir a iniciativa. Já foi criada uma página do filme no Facebook e ele quer exibir iniciativas semelhantes em outras cidades. “Por limitação de tempo e dinheiro, não viajei o Brasil. Mas quem quiser mostrar sua rua decorada, é só enviar fotos ou vídeos para a nossa página”, afirma ele.

Adalberto Leister Filho, do Portal da Copa em São Paulo (SP)

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama
+
Estádio da abertura da Copa já rendeu R$ 6,8 milhões aos cofres corintianos, enquanto em 11 partidas como mandante neste ano, fora de Itaquera, o clube arrecadou R$ 3,2 milhões
+
Taffarel será o preparador de goleiros, enquanto Mauro Silva ocupará o cargo de assistente técnico, criado para ser rotativo. Andrey Lopes será o auxiliar
+