Costa do Marfim vira e vence o Japão na Arena Pernambuco

14/06/2014 - 23:59
Equipe africana fez dois gols na segunda etapa e chegou aos três pontos no Grupo C

Foto: Getty Images#Gervinho e Drogba comemoram o segundo gol da Costa Rica

A Arena Pernambuco reservou um novo revés para o Japão. Se na Copa das Confederações a equipe asiática protagonizou uma das melhores partidas do torneio mas saiu derrotada de virada pela Itália, por 4 x 3, na Copa do Mundo os japoneses caíram diante da Costa do Marfim.

Em dois cruzamentos da direita do ataque feitos por Aurier num intervalo de dois minutos, aos 19 e aos 21 minutos do segundo tempo, os africanos viraram o duelo em gols de cabeça de Bony e Gervinho. Até então, a partida vinha sendo liderada pelo Japão, que abriu o placar aos 16 minutos da primeira etapa, numa bela finalização de perna esquerda na entrada da área. 

» BRT e metrô levaram mais de 50% dos torcedores

Com o resultado, a Costa do Marfim se iguala em pontos com a Colômbia na liderança do Grupo C, com três pontos. Os sul-americanos levam vantagem no saldo de gols, já que venceram a Grécia por 3 x 0. Na próxima rodada, a Costa do Marfim enfrenta a Colômbia no dia 19 de junho, no Estádio Nacional de Brasília. Japão e Grécia duelam no mesmo dia, na Arena das Dunas, em Natal. 

Domínio nipônico, só na arquibancada

Gritos de “Nippon”, um alto e incessante batuque africano, tudo isso misturado aos grito de torcidas locais. A primeira partida da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 em Recife foi marcada pela diversidade cultural e pela alegria das torcidas. Um caldeirão cultural de 40.267 mil pessoas típico das terras brasileiras.

Maioria entre os torcedores, os japoneses chegaram paramentados. Adereços para cabeça, traje de samurai, pinturas no rosto, tudo para deixar o estádio com a cara do Samurai Azul. O empresário Hayashida Setsuo veio à cidade só para assistir à partida e vai deixá-la logo após o evento. “Depois do Recife eu vou passar no Rio para conhecer a cidade em um dia e logo volto para o Japão”, disse ele, que se divertia com o amigo fantasiado de cisne branco. “Temos um festival onde todos vão fantasiados. Como o Brasil é o país do Carnaval, fizemos a brincadeira.”

O costa-marfinense Anselme N’Gbocho destacou o acesso ao estádio como ponto positivo. “Estou gostando da experiência, apesar da chuva. Recife é uma cidade legal e o acesso foi tranqüilo. Ver futebol aqui é gracioso”, comentou.

Apesar de poucos, os africanos não estavam sozinhos. Torcedores de outros países africanos e até brasileiros vestiram laranja para vir à Arena Pernambuco. O professor Deon Júnior passou nove horas em um ônibus de Fortaleza para o Recife só para assistir ao futebol de Drogba e companhia. “Desde 2006, quando jogaram Costa do Marfim e Argentina, eu me surpreendi muito com o futebol deles e hoje estou realizando um sonho. Em Fortaleza tem mais”, afirmou.

O técnico do Japão, Alberto Zaccheroni, lamentou o fato de o time não ter conseguido imprimir a velocidade que lhe é característica durante toda a partida. “Preciso conversar com os meus jogadores. Eu sei que podem fazer melhor porque já fizeram muitas vezes. Somos rápidos, mas hoje fomos muito lentos”, disse ele, dando o mérito do resultado aos adversários. “A Costa do Marfim cresceu e mostraram ser um ótimo time indo além do nosso desempenho. Os últimos 20 minutos do segundo tempo já não conseguimos atacar tanto”, concluiu.
 
Para o comandante vencedor, Sabril Lamouchi, ganhar o primeiro jogo é sinal de boa sorte. “Estatisticamente, 89% que ganham o primeiro jogo se classificam. Começamos bem, temos três pontos, mas agora temos que nos recuperar fisicamente”, declarou após a partida. Apesar de reconhecer que duas das maiores estrelas da equipe não estão em suas melhores condições, ele justificou ter apostado em Yaya Tourè e em Didier Drogba pela importância de ambos na equipe como um todo. “Tirei Didier do banco por causa do seu preparo. Podemos ver que ele teve grande influencia em campo, dois ou três jogadores ficaram focados nele.”

Foto: Getty Images#

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Tarifa é de R$ 2,15 e os usuários que desejarem experimentar o novo modal poderão utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM)
+
Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Estádios da Copa 2014 são pioneiros na busca de certificação ambiental internacional
+