Brasileiros de todo o país unidos na torcida pela Seleção na capital

23/06/2014 - 14:51
Turistas de todos os estados desembarcaram na cidade para acompanhar de perto as emoções de Brasil x Camarões e elogiaram a organização de Brasília na Copa do Mundo

A Copa do Mundo FIFA deixará uma série de legados para Brasília. A capital ganhou um novo e belíssimo estádio, que tem encantado turistas de todo o mundo e que, após o Mundial, será usado para eventos esportivos e culturais. Além disso, a cidade viu seu aeroporto ser reformado e se tornar mais moderno e confortável e houve incrementos nos setores hoteleiros, de transporte e segurança, entre outros.

Mas talvez o maior legado da Copa do Mundo para Brasília foi fazer com que a cidade voltasse a ser reconhecida internacionalmente como a capital do Brasil e que passasse a ser, também, mais conhecida pelos próprios brasileiros.

Luiz Roberto Magalhães/Portal da Copa#A família Labruna, do Rio de Janeiro: passeio pela capital sem gastar nenhum centavo antes das emoções entre Brasil x Camarões

Brasília é palco, nesta segunda-feira (23.06), às 17h, de sua terceira partida no Mundial. Primeiro, o duelo entre Suíça e Equador trouxe milhares de turistas sul-americanos e europeus à cidade. Depois, Colômbia e Costa do Marfim fizeram a segunda partida e igualmente a capital foi “invadida” por torcedores dos dois países.

Agora, o confronto entre Brasil e Camarões motivou, acima de tudo, que milhares de brasileiros de todos os estados pudessem conhecer sua capital e ver de perto tudo o que a cidade tem a oferecer.

O carioca Luiz Labruna veio ao estádio com a esposa, Renata, e os dois filhos. E eles só tinham elogios a fazer a Brasília enquanto aguardavam a abertura dos portões do Estádio Mané Garrincha. “Está tudo funcionando muito bem. Fizemos vários passeios para lugares legais e não gastamos nada. Achei isso muito bacana”, ressaltou Renata, que revelou que a família conheceu o Planetário, visitou o Congresso, passou pelo Palácio do Planalto, Palácio da Alvorada e o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

De Aracaju, Alisson Araújo desembarcou na capital com um grupo de seis familiares. “Acho que Brasília é um exemplo a ser dado para todo o Brasil nessa Copa”, declarou o sergipano. “O aeroporto é ótimo, a chegada ao estádio foi tranquila, a segurança está muito boa e está tudo ótimo”, elogiou.

Luiz Roberto Magalhães/Portal da Copa#O sergipano Alisson Araújo com a família e, ao lado, o casal paulista Bráulio Dutra e Carina: elogios à organização mostrada por Brasília na Copa do Mundo FIFA 2014

Em sua primeira passagem pela cidade, a sergipana Edite Araújo Maciel disse que se encantou com o que viu. “Achei Brasília linda. Muito tranquila. É bem diferente de todas as outras cidades que já estive no Brasil. A organização para a Copa está muito boa e estou emocionada por estar aqui e poder ver o jogo no estádio. Acho que vou ficar ainda mais emocionada quando tocar o Hino do Brasil”, declarou.

De São Paulo, o casal Braulio Dutra e Carina de Araújo visitava Brasília pela segunda vez nessa Copa. “Viemos para o jogo entre Suíça e Equador e gostamos bastante. A organização está excelente. O sistema de ônibus, as pessoas que nos dão informações, a chegada ao estádio... Tudo tem sido bem tranquilo. Em Brasília a Copa tem sido muito bem organizada e estamos felizes por estarmos aqui”, avaliou Bráulio.

Luiz Roberto Magalhães, do Portal da Copa em Brasília

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+
Brasil enfrentará a Colômbia em 5 de setembro e o Equador no dia 9. Os jogos serão nos Estados Unidos
+