BNDES libera recursos para o Consórcio Arena Pernambuco

10/11/2011 - 15:26
O valor de R$ 84 milhões foi transferido esta semana, equivalente a 30% do total aprovado com a instituição pelo programa BNDES ProCopa Arenas

A primeira parcela do financiamento contratado pelo Consórcio Arena Pernambuco com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está liberada. O valor de R$ 84 milhões foi transferido esta semana, equivalente a 30% do total aprovado com a instituição pelo programa “BNDES ProCopa Arenas”.

O recurso será utilizado diretamente na execução das obras da arena multiuso, construída para sediar a Copa do Mundo da FIFA 2014 em Pernambuco. A concessionária, formada por duas empresas do grupo Odebrecht, também teve R$ 70 milhões desembolsados através de emissão de debêntures com um banco comercial.

Além do empréstimo privado e do total de R$ 280 milhões com o BNDES, a estrutura de financiamento inclui a contratação de R$ 250 milhões com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Essa operação já foi aprovada pela diretoria do BNB e os contratos vinculados à transação estão em negociação. Os investimentos na construção da arena estão orçados em R$ 532 milhões (base maio/2009), valor que inclui o contrato de construção, despesas pré-operacionais e o ressarcimento pelo estudo de viabilidade, atrelados à inflação. O orçamento prevê ainda os serviços de engenharia, exploração, operação e manutenção da arena pelo prazo de 33 anos, incluindo o período das obras.

Em janeiro, o BNDES aprovou empréstimo de R$ 400 milhões para o Governo de Pernambuco, recurso que assume um papel de garantia. Em nenhum momento, os dois financiamentos permanecerão em aberto simultaneamente, uma vez que o valor só será liberado para o estado no momento em que a concessionária quitar a dívida com o mesmo banco.

Multiuso
 
O Consórcio Arena Pernambuco é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelas empresas Odebrecht Participações e Investimentos (OPI) e Construtora Norberto Odebrecht do Brasil. Como gestora do empreendimento nos próximos 30 anos, a xoncessionária desenvolverá uma nova centralidade urbana em São Lourenço da Mata, a 19 km do Marco Zero do Recife. O primeiro passo está sendo a construção do estádio para o Mundial de 2014. No entorno, também será desenvolvido um complexo de entretenimento que ampliará o perfil multiuso da nova arena.
 

Notícias Relacionadas

Estádio de Natal é o nono dos utilizados durante a Copa a obter o selo
+
Durante o Mundial foram feitas 11.251 denúncias de abusos contra crianças e adolescentes
+
Foram registradas 5.185 demandas nos aeroportos e 75 nos estádios das 12 cidades-sede
+
No total, mais de 3,05 milhões de pessoas se movimentaram pelo país durante o evento
+