BNDES aprova financiamento para implantação de hotel no Riocentro

06/05/2013 - 14:57
Investimento será de R$ 87 milhões, por meio do programa ProCopa Turismo. Previsão é de que sejam criados 630 empregos diretos e indiretos durante as obras e 275 após a conclusão do empreendimento

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 87 milhões à GL Events Empreendimentos Imobiliários Ltda, para implantação de um hotel de alto padrão no Centro de Convenções Riocentro, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O local receberá o Centro de Imprensa da Copa do Mundo da FIFA 2014.

Os recursos, no âmbito do programa BNDES ProCopa Turismo, correspondem a 71,8% do valor total do projeto e contemplam investimentos em projetos sociais no valor de 675 mil.

Localizado em terreno de 15 mil m² com área construída de 24,8 mil m², o hotel terá 306 apartamentos. Serão 14 pavimentos, que também incluem salas de reunião, dois restaurantes (um deles panorâmico, na cobertura), piscina, business center, estacionamento, conexão com o pavilhão 5 do Riocentro, espaço fitness e spa.

O projeto foi concebido para atender aos critérios do Programa de Eficiência Energética nas Edificações (Procel Edifica) com a etiqueta nível A. Conforme as normas do BNDES ProCopa Turismo, essa certificação permite a extensão do prazo total de financiamento e a redução das taxas de juros.

Durante a execução da obra, devem ser gerados 450 postos de trabalho diretos e outros 180 indiretos. Após a conclusão, prevista para dezembro deste ano, o hotel deverá empregar diretamente 180 trabalhadores e mais 95 indiretamente.

A rede Accor será responsável pela gestão do hotel, que levará a bandeira Grand Mercure. Com experiência na organização de eventos como a Copa do Mundo da África do Sul e os Jogos Olímpicos de Londres, a GL Events atua no Brasil desde 2006, quando venceu licitação municipal para a concessão do Riocentro.

BNDES ProCopa Turismo

Com o financiamento de R$ 87 milhões à GL Events, o programa BNDES ProCopa Turismo - criado para apoiar a ampliação e modernização do parque hoteleiro nacional - passa a ter R$ 841,5 milhões em operações aprovadas. Outros R$ 626,3 milhões em pedidos de financiamento estão em processo de análise pelo banco.

Dessa maneira, considerando as operações aprovadas e as que estão em análise, o programa tem uma carteira comprometida de R$ 1,46 bilhão. O programa estará vigente até 31 de junho deste ano, data-limite para que novos pedidos deem entrada no Banco. A dotação orçamentária total de R$ 2 bilhões.

Outras operações

Além do ProCopa Turismo, o banco apoia o setor hoteleiro por meio de instrumentos como BNDES Automático, BNDES Finame e Cartão BNDES. Tais linhas realizam operações indiretas (por meio da rede de agentes financeiros credenciados ao BNDES) e desembolsaram, desde 2010, R$ 465,7 milhões para projetos hoteleiros.

O BNDES Automático é voltado para projetos em valor abaixo de R$ 3 milhões e oferece, desde 2010, as mesmas condições do ProCopa Turismo. O BNDES Finame financia a aquisição de máquinas e equipamentos com juros do Programa de Sustentação do Investimento, de 3% ao ano.

O Cartão BNDES, por sua vez, é uma linha de crédito rotativo pré-aprovada, com limite de até R$ 1 milhão por banco emissor (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú, Banrisul e Sicoob), que financia a compra de máquinas e equipamentos no portal www.cartaobndes.gov.br com juros de 0,89% ao mês e até 48 prestações.

Fonte: BNDES

Notícias Relacionadas

Estádio de Natal é o nono dos utilizados durante a Copa a obter o selo
+
Comitê Organizador Local apresentou o estádio aos profissionais de imprensa
+
Jornalistas terão centro de apoio para realizar reportagens sobre a cidade. Local servirá ainda como ponto de apoio entre turistas, consulados e serviços públicos
+
Recursos serão investidos em obras de ampliação e modernização
+