Assinado acordo para a realização de obras de acessibilidade em São Paulo

01/08/2013 - 17:09
Serão R$ 19,5 milhões para adequação de vias e espaços públicos até a Copa de 2014. Ministério do Turismo investirá também R$ 260 milhões em outras obras na capital paulista

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, assinaram, nesta quinta-feira (01.08), em São Paulo, um acordo para o desenvolvimento da infraestrutura turística na capital paulista.

Serão R$ 19,5 milhões destinados à primeira etapa de implantação de infraestrutura de acessibilidade em rotas turísticas, que incluem os entornos do Parque do Ibirapuera e da Rua da Consolação, importante via de acesso ao centro da cidade. O projeto integra a programação do governo para a Copa do Mundo da FIFA 2014 e prevê a adequação de 42.982 metros quadrados de passeios públicos e calçadas.

O documento simboliza também o repasse de R$ 260 milhões para investimentos em melhorias no autódromo de Interlagos (R$ 160 milhões), reformas no complexo do Anhembi (R$ 60 milhões) e incremento do carnaval paulistano, com a construção do projeto Fábricas de Samba (R$ 40 milhões).  As três obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento, PAC do Turismo.

Com mais de 11 milhões de habitantes, São Paulo se tornou o principal receptor de turistas estrangeiros de negócios, boa parte deles atraídos pelos 90 mil eventos que a cidade realiza por ano.

Conheça em detalhes os investimentos:

Acessibilidade

Serão adequados 42.982 metros quadrados de passeios públicos e calçadas das principais vias de acessos turísticos do município. Entre eles, destacam-se os acessos ao Parque do Ibirapuera, abrangendo as seguintes vias: avenida IV Centenário, avenida República do Líbano, avenida Pedro Álvares Cabral e a rua Manoel da Nóbrega. O Ibirapuera é hoje um dos principais pontos turísticos de São Paulo, com uma área de 1.580 mil metros quadrados, que oferece local para exposições, prática de esporte e contato com a natureza. O parque recebe, semanalmente, a visita de 220 mil pessoas, entre elas, inúmeros turistas.

A rua da Consolação, uma das mais importantes vias da cidade de São Paulo, é outro ponto de investimento. Ela tem início no centro da cidade, próximo ao Vale do Anhangabaú, local onde será realizada a FIFA Fan Fest, além de integrar a rota da Parada LGBT, que reúne, anualmente, cerca de 4 milhões de pessoas.

A rua Maria Antonia também receberá apoio do Turismo. Ela abriga faculdades importantes como a de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo e a Universidade Presbiteriana Mackenzie, muitas vezes requisitada como roteiro turístico pelos visitantes da capital paulista. A rua Comendador Afonso Kherlakian,  outra via contemplada , interliga a rua 25 de Março ao Mercado Municipal de São Paulo. Ambos os pontos são amplamente frequentados pelos turistas. A rua da Cantareira, que interliga a face ímpar do Mercado Municipal, também será adequada.

Autódromo de Interlagos

A obra de Interlagos (R$ 160 milhões) é uma exigência da Federação Internacional de Automobilismo para que o Brasil continue sediando uma das etapas do Grande Prêmio de Fórmula 1. Haverá reforma da pista, da área de box e remodelação das arquibancadas. As mudanças devem ser concluídas até 2015 e garantem a Fórmula 1 em São Paulo até 2020.

Estudo do Ministério do Turismo sobre características do turismo doméstico, feito em 2012, mostra que 1,6 milhão de viagens foram motivadas por eventos esportivos. Apenas o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 levou 69.984 visitantes para as arquibancadas de Interlagos e acrescentou R$ 230 milhões à economia do país no ano passado, entre investimentos de empresas particulares e gastos de turistas, de acordo com a São Paulo Turismo (SPTuris).

Anhembi

Para as reformas do complexo do Anhembi, o Ministério do Turismo destinou R$ 60 milhões. O espaço recebe feiras e eventos e é o maior da América do Sul. Este ano, 129 das 201 grandes feiras de negócios do Brasil estão sendo realizadas no Anhembi, segundo a União Brasileira dos Promotores de Feiras.

Fábricas de Samba

As obras das Fábricas de Samba, para as quais foram destinados R$ 40 milhões, começaram em julho de 2011 em uma área municipal de 77 mil m² no bairro da Barra Funda. O local fica a pouco mais de mil metros do Sambódromo do Anhembi, onde acontecem os desfiles do carnaval paulistano, e terá 14 barracões de quatro mil metros quadrados cada um.

Com a nova estrutura, as agremiações terão mais segurança e melhores condições de trabalho na produção de carros alegóricos, fantasias e adereços. Será também um novo ponto turístico sobre a produção do carnaval paulistano, aberto à visitação de turistas e moradores.

Além da área administrativa, haverá um espaço chamado de Barracão Escola, onde acontecerão atividades culturais, exposições, cursos, oficinas e eventos relacionados ao carnaval. Também serão realizados projetos de cunho socioeducativo e de inclusão social.

A previsão de entrega da obra das Fábricas de Samba é para 2014, com execução feita pela secretaria municipal de Infraestrutura e Obras.

Fonte: Ministério do Turismo

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
Entrada de divisas alcançou 797 milhões de dólares, novo recorde mensal desde que o Banco Central começou a calcular essa informação, em 1948
+
Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama
+