Após confronto em Porto Alegre, argelinos reverenciam torcedores e coreanos se desculpam pela derrota

22/06/2014 - 20:27
Equipe africana aplicou 4 a 2 nos asiáticos e ficou perto da passagem às oitavas de final pela primeira vez na história

Foto: Ryan Pierse/ FIFA/ Getty Images#Hong Myung-Bo se desculpou pela formação inicial da Coreia do SulA partida histórica entre Argélia e Coreia do Sul, na tarde deste domingo (22.06), em Porto Alegre, foi marcada por um espetáculo das torcidas e por um confronto em altíssima velocidade. Melhor para os africanos, que aproveitaram os vacilos de uma defesa coreana jovem e fizeram uma verdadeira tempestade no primeiro tempo. Ao final, o 4 a 2 resgatou a alegria argelina, 32 anos após a última vitória em Copas do Mundo. E fez os coreanos se desculparem com seu povo pela má jornada.

A euforia dos torcedores argelinos dentro do estádio desde antes do apito inicial até o final da partida foi um espetáculo à parte. Mas no encerramento do confronto, o Beira Rio assistiu a uma louvação de parte a parte entre fãs e jogadores. E foi à torcida apaixonada que o técnico Vahid Halilhodzic e o craque do jogo, o atacante Slimani, dedicaram a conquista. Para eles, os três pontos conquistados dão esperança e sinalizam uma possibilidade de tornar o sonho da vaga às oitavas de final uma realidade.

» Argélia atropela a Coreia do Sul e mantém chances de classificação

» Clima de cordialidade entre argelinos e coreanos contagia brasileiros antes de partida em Porto Alegre

Na coletiva de imprensa, porém, Halilhodzic teve de responder repetidamente aos jornalistas argelinos sobre as cinco alterações promovidas no time que entrou em campo após a derrota para a Bélgica. Argumentou ter estudado o adversário e escolhido as melhores opções táticas, além daqueles que mostraram melhor desempenho nos últimos treinamentos.

A marcação forte da imprensa daquele país sobre o técnico ganha força com o ótimo jogo de alguns dos novos titulares, como Slimani, Brahimi e Djabou. “São umas joias, eu já disse isso antes. Mas alguns não têm condições de jogar 90 minutos, então tenho de pensar estrategicamente. Posso mudar novamente para o jogo contra a Rússia”, avisou Halilhodzic.

Ele considerou a primeira etapa de sua equipe “quase perfeita” e destacou que o fator psicológico pode ter pesado contra os coreanos. “Caímos um pouco na segunda etapa, vamos ver o que aconteceu. Mas essa vitória foi um grande presente para os torcedores e para nós também”.

O comandante da Coreia do Sul, Myung-bo Hong, repetiu na entrevista o pedido de desculpas dos jogadores na saída de campo. Admitiu ter errado a estratégia do jogo, uma vez que as mudanças promovidas no intervalo deram mais consistência e agressividade ao time. “O resultado fala por si. Tivemos um primeiro tempo perdido, então erramos, sim”, disse.

Para ele, a má jornada da dupla de zaga Hong e Kim foi determinante para a derrota. Pressionados pelas bolas esticadas nos contra-ataques da Argélia, eles acabaram falhando em pelo menos dois gols.

A Coreia do Sul ainda enfrenta a Bélgica, já classificada, após bater a Rússia. Com apenas um ponto, Myung-bo Hong ainda quer sua equipe buscando a vaga, embora não dependa apenas de si. “Vamos nos esforçar até o final para passar. Vivemos uma experiência surpreendente no estádio, com muitos torcedores nos apoiando. Pedimos desculpas a eles, mas prometemos fazer o máximo no próximo e decisivo jogo”.

Claudio Medaglia, do Portal da Copa em Porto Alegre

Notícias Relacionadas

Arena é a sétima construída para a Copa do Mundo a ter selo que atesta adoção de medidas sustentáveis na edificação. Capital gaúcha passa a ter dois palcos com registro do Green Building Council
+
Foi movimentado mais de um bilhão de reais na economia do estado, que recebeu 160 mil turistas estrangeiros e teve taxa média de ocupação hoteleira de 80%
+
Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Mais de 350 mil turistas passaram pela cidade que recebeu cinco jogos do Mundial. Iniciativas locais, como o Caminho do Gol, atraíram a atenção da FIFA
+