Acordo é assinado para gestão das obras do metrô em Salvador

23/01/2012 - 17:58
O convênio possibilitará a realização da consulta pública, que deverá ocorrer em fevereiro. O resultado da licitação deverá sair em julho

O governo baiano e as prefeituras de Lauro de Freitas e Salvador assinaram, na última sexta-feira (20.01), o convênio em que o governo estadual assume a gestão do projeto de mobilidade urbana, que prevê a construção da Linha 2 do metrô, ligando o Acesso Norte, na capital baiana, ao município de Lauro de Freitas, incluindo as vias de ônibus alimentadoras.

Assinaram o documento o governador Jaques Wagner, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, e o prefeito em exercício de Salvador, Edvaldo Brito. O convênio possibilitará a realização da consulta pública, que deverá acontecer em fevereiro próximo. O resultado da licitação deverá sair em julho para, posteriormente, as obras serem iniciadas.

» Leia o convênio na íntegra

Com 22 quilômetros de extensão, o trecho - que passará por toda a Avenida Paralela – será interligado à Linha 1, percurso da Lapa ao Acesso Norte, e posteriormente até Pirajá. Segundo Wagner, a partir do entendimento com as prefeituras, o projeto ficará pronto para atender à população e com preço mais acessível. O governador disse que a Linha 2 será integrada a todo o sistema rodoviário. “Precisávamos começar de algum ponto para atender Salvador e a região metropolitana, porém não vamos esquecer do Subúrbio [Rodoviário]. Nossa intenção é ampliar o sistema até outros bairros da capital, inclusive Cajazeiras”.

Já o prefeito em exercício de Salvador afirmou que assinou o documento “com a mesa concordância do prefeito titular, João Henrique, para que tenhamos a intermunicipalização do transporte urbano”. Segundo a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, ter um transporte de massa para atender a toda a região metropolitana, a partir de Lauro de Freitas, irá facilitar a vida das pessoas. “Este será um instrumento importante, que vai favorecer a população, integrar a região metropolitana diretamente à capital e contribuir para a melhoria do trânsito”.

Por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Grandes Cidades, serão investidos R$ 1,6 bilhão na construção da Linha 2 do metrô (Aeroporto-Rótula do Abacaxi). O governo federal destinará R$ 1 bilhão e o governo estadual R$ 600 milhões.

Corredor estruturante

O Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, que envolve principalmente os municípios de Salvador e Lauro de Freitas, será misto, formado por um corredor central estruturante de veículos sobre trilhos, passando pela Avenida Paralela até a Rótula do Abacaxi (Acesso Norte), e ônibus, modelo convencional ou Bus Rapid Transit (BRT), nas vias alimentadoras como as avenidas Dorival Caymmi, Orlando Gomes e Pinto de Aguiar. Para a escolha do modal, foi avaliada a consistência da viabilidade técnica, ambiental e financeira. Sete projetos concorreram por meio do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), realizado pelo Governo do Estado.

Leia a notícia completa

Secopa/ BA
 

Notícias Relacionadas

Estudo revela que a ocupação hoteleira na cidade bateu recordes, chegando a 72,26% no período do Mundial
+
Cidade hospedou campeões mundiais durante a Copa do Mundo e recebeu legados como Centro de Treinamento e promoção da imagem local
+
Tour 100% apresenta os bastidores do equipamento multiuso aos visitantes
+
Produto deve ser remodelado e seguir atendendo a turistas e baianos
+