500 dias para a Copa: ministro do Esporte traça panorama das ações

28/01/2013 - 00:38
"A Copa já é uma realidade, gera emprego, melhora a renda das pessoas e a situação do Brasil como destino turístico no mundo"

A 500 dias da Copa do Mundo da FIFA 2014, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, fez um breve retrato da preparação brasileira para a competição. De acordo com o titular da pasta responsável por coordenar as ações do governo federal em torno do evento, o Mundial de 2014 e as Olimpíadas de 2016 vão gerar, juntos, 3,6 milhões de empregos. “A 500 dias da Copa, o Brasil se prepara com entusiasmo e trabalho. As providências adotadas pelo governo, os investimentos realizados, as obras nos estádios, na mobilidade urbana, em segurança pública, em telecomunicações, nos permitem dizer isso. O Brasil recebe a Copa para oferecer não apenas uma grande celebração, mas um exemplo de organização”, afirmou. Confira os principais trechos da entrevista ao Portal da Copa.

 

Obras nos estádios

Os doze estádios para a Copa do Mundo serão entregues até dezembro de 2013. Dos seis para a Copa das confederações, dois já foram entregues em dezembro de 2012 e mais quatro serão entregues até abril. A Copa das Confederações é um evento-teste e demonstrará que o Brasil está se preparando adequadamente.

Mobilidade e transporte

As obras de mobilidade urbana não constituem encargo com a FIFA. Constituem um projeto do governo. São obras retiradas do PAC e têm como objetivo facilitar em comodidade, em tráfego, o conforto dos moradores das cidades e dos turistas, tanto na Copa das Confederações quanto na Copa do Mundo. O Brasil terá quase o dobro da capacidade nos aeroportos em 2014 em relação à demanda projetada para o mesmo ano. Do total de obras pensadas pelo governo na preparação para a Copa, 81% estão prontas ou em andamento. Portanto, a Copa não será apenas um evento importante para o esporte no Brasil e no mundo, será também um evento importante para o desenvolvimento do nosso país.

Perspectiva de legado

Nós temos os investimentos privados, tanto nacionais quanto estrangeiros, temos a ampliação da presença do turismo nas cidades-sede da Copa. Elas passam a ser destinos escolhidos não apenas pelos turistas, mas pelos grandes eventos nacionais e internacionais. As cidades melhoram a infraestrutura, os serviços de hotelaria, os serviços de turismo em geral. A Copa já é uma realidade, gera emprego, melhora a renda das pessoas e a situação do Brasil como destino turístico no mundo. Assim, a Copa, a segunda que o Brasil realiza, será um marco importante na vida esportiva do país, nas mudanças que o Brasil vai conhecer e na presença do Brasil no cenário mundial como um país realizador e de esperança.

Foto: Danilo Borges/Frame de vídeo/Portal da Copa#

Leia todas as matérias e entrevistas especiais:

» O Brasil a 500 dias para a Copa do Mundo

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+